15/05/2018 12h13
Casagrande e Napoleão
O pré-candidato a governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), carrega sua disposição de chegar ao Palácio Anchieta nas sua própria costas. Ele tem um pequeno exército, mas lhe falta uma soldados qualificados que obedeçam às suas instruções táticas.
 
O carisma do socialista tem sido a sustentação dos bons índices de competitividade no pleito eleitoral de 2018. Contudo, se depender de seus colaboradores próximos não terá "sprint". Numa guerra eleitoral se o soldado não capta a ordem do general, atabalhoadamente pode ganhar algumas batalhas, mas fica difícil ganhar a guerra.
 
Napoleão Bonaparte classifica seu exército em quatro tipos:
 
1. Os inteligentes com iniciativa;
2. Os inteligentes sem iniciativa;
3. Os ignorantes sem iniciativa e
4. Os ignorantes com iniciativa.
 
Aos inteligentes com iniciativa, Napoleão dava funções de comandantes como generais e estrategistas... Aos inteligentes sem iniciativa, Napoleão os deixava como oficiais que recebiam ordens superiores para cumpri-las com diligência. Aos ignorantes sem iniciativa, Napoleão os colocava à frente da batalha, para serem "buchas de canhão". Os ignorantes com iniciativa Napoleão desprezava e não os queria em seus exércitos...
 
Casagrande tem muitas "bucha de cachão" e "ignorantes com iniciativa".


Comentários: