Lucas Rangel - 10/01/2017 11h24
Bater palmas é estratégia para achar criança perdida em praias de Vitória
Secretário diz que no verão há mais crianças perdidas nas praias. Método é utilizado em praias de Argentina e em algumas do Brasil.
Uma estratégia utilizada nas praias da Argentina e em algumas brasileiras para encontrar crianças perdidas dos pais vai passar a ser adotada nas praias de Vitória. Ela sugere que, ao encontrar uma criança perdida, a pessoa a coloque nos ombros, e os demais banhistas batam palmas.
 
O secretário de Segurança Urbana Fronzio Calheira Mota afirma que nessa época do ano aumenta a incidência de pequenos perdidos nas praias e, por isso, é importante que os banhistas adotem a iniciativa.
 
Segundo ele, por ser representante do poder público na praia, o guarda-vidas é o primeiro a ser acionado quando uma criança perdida é encontrada por um banhista, e com isso, o profissional acaba deixando de lado a principal missão dele.
 
A universitária Tayna Nascimento Rocha, de 22 anos, frequenta a Praia da Ilha do Boi, com os sobrinhos João Miguel Saad, de 5 anos, e Nicolas Nascimento, de 1 ano, e aprovou a técnica.
 
A nova técnica também já chegou às praias de Guarapari. No último sábado (7), a jornalista Vera Caser aproveitava a tarde na Praia das Castanheiras, quando, de repente, ouviu as pessoas baterem palmas e se deparou com um rapaz caminhando com um garotinho nos ombros.
 


G1
Comentários: