Redação - 17/06/2017 11h07
Ex-lutador do UFC é preso nos EUA por ligação à máfia russa
Levan Makashvili vai responder por conspiração e fraude

Lutador do UFC entre 2015 e 2016, período em que fez três lutas com uma vitória, uma derrota e um empate, o lutador Levan Makashvili foi preso sob acusação de integrar a organização criminosa russa "Shulaya Enterprise", responsabilizada por crimes de extorsão, falsificação de documentos, roubo, tráfico de drogas e contrabando. Além dele, outras 33 pessoas foram detidas na operação.

Makashvili será processado por conspiração e fraude e responderá em liberdade por ter pago fiança de US$ 250 mil (R$ 825 mil).

O lutador esteve em ação pela última vez em março, no Fight Nights Global, deixando o octógono com vitória sobre Jack McGann.



Comentários: