Redação - 12/09/2017 11h04 - Atualizado em 12/09/2017 11h05
Depoimento de Lula contará com 1,5 mil agentes de segurança no PR
É a segunda vez que o ex-presidente irá prestar depoimento ao juiz Sérgio Moro

Aproximadamente mil policiais militares e 500 agentes de segurança pública – considerando bombeiros, guarda municipal e outros agentes – serão mobilizados para a segurança no depoimento do ex­presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que acontecerá nesta quarta­feira (13), em Curitiba.

O número de policiais é menor do que o destacado para o primeiro depoimento do ex­presidente, em 10 de maio, quando 1.700 PMs e mais de 3.300 agentes de segurança pública. Contudo, helicópteros e atiradores de elite devem ser usados ao longo da operação.

Serão montados dois bloqueios, e o acesso à Justiça Federal do Paraná (JFPR), no Ahú, será restrito apenas a servidores e profissionais do Direito com atividades no local. A JFPR terá expediente normal na data.

Desde às 6h30, a Polícia Militar montará uma força­tarefa para impedir o acesso de pessoas não autorizadas em um perímetro de duas quadras do edifício. Um segundo bloqueio, em volta da JFPR, será reforçado a partir do meio­dia.

"O planejamento operacional é basicamente o mesmo, com um volume menor de policiais, considerando também o volume menor de pessoas informadas para esse evento. A frente de apoio do ex­presidente Lula informa que serão 40 ônibus, cerca de 2,5 mil pessoas", afirmou o secretário de Estado de Segurança Pública do Paraná, Wagner Mesquita.

 



Bol Oul
Comentários: