Folha do ES
Qui, 9 de Dez
Grupo Gleba

.Home     Colunistas     Gutman Uchôa de Mendonça

O tempo passa depressa


Gutman Uchôa de Mendonça

Gutman Uchôa de Mendonça

Jornalista-ES

Site: uchoademendonca.jor.br

Ver todos os artigos

  19.novembro.2021

Ainda a poucos dias a imprensa (imprensa?) brasileira desancava o pau no americano Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, por ser republicano e ter pavor aos comunistas. A imprensa mundial queria ver o homem fora do poder e em torno de sua figura criaram as mais insidiosas afirmações, com objetivo de denegrir sua imagem. Trump foi eleito destruindo a mídia tradicional americana. A sua destruição era o preço...

Elegeram o imbecil Joe Biden, meio desmemoriado, totalmente perdido em política internacional, mandou que as tropas americanas abandonassem o território do Afeganistão, provocando uma tragédia, com o retorno do Talibã aos domínios daquela nação que custou milhares de mortos, inclusive americanos.

Hoje, o povo americano, muito crente, reza para que termine o governo nefasto de Joe Biden, totalmente perdido, completamente por fora da realidade do seu país e do seu povo.

Não é uma questão de adivinhação, mas, pensar que Biden resista até o fim do mandato com o estado de demência em que se encontra, é um negócio impossível. Não há forma, meios, de remendar a tolice da substituição de Trump por Biden, é um negócio que o americano vai carregar na memória a besteira que fez, como carregará o povo brasileiro se esquecer quem foi Lula, com seus 71 ladrões...

O problema é o tempo, ele é inexorável, passa depressa, não volta e, nações importantes, pelo sistema de governo que executam, permitem esses eclipses eleitorais, de aventureiros como Barack Obama assentarem o poder de uma nação como os Estados Unidos. Foi a pior experiência americana de sua história.

O desastre americano, o verdadeiro fracasso da administração de Joe Biden está favorecendo o governo Jair Messias Bolsonaro, que foi aliado de Trump e, com a eleição de Biden afirmaram que o Brasil não seria o mesmo, esquecendo-se de que a liderança do Brasil na América Latina é inconteste e nenhum governante americano quer perder o Brasil como aliado.

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.