Folha do ES
Dom, 31 de Mai
Cofril 02

.Home     Colunistas     José Roberto Padilha

Novas lições da Copinha


José Roberto Padilha

José Roberto Padilha

José Roberto Padilha, jornalista, cronista, escritor, técnico de futebol e ex-jogador de futebol profissional, com passagens pelo Fluminense, Flamengo e Santa Cruz de Recife.

Ver todos os artigos

  12.janeiro.2020

"Ontem, sábado, assisti Fluminense x CRB pela Copa São Paulo de Juniores. Mesmo sendo tricolor e procurando conhecer nossa próxima safra, não aguentei o comentarista do SporTv ao jogar o time tricolor nas alturas. E fazer um completo desdém do adversário. E a bola nem havia rolado.

Segundo ele, os laterais tricolores eram primorosos, a zaga de alta qualidade e o camisa 5 já estava pronto para os profissionais. O camisa 10 estava quase, segundo ele, mas já era considerado uma joia rara de Xerém e todo o meio campo, campeão carioca, que vencera tudo até aquela data, nos daria um espetáculo à parte. “Preparem-se para ver a exibição de um super time, que tem encantados a todos por aqui. Passou com sobras pela primeira fase!”

Nosso espirito de Robin Hood, filho de Madre Tereza de Calcutá e sobrinhos de Irmã Dulce, percebia o quanto estava inferiorizada a equipe alagoana diante daquela “máquina de jogar futebol”. Simples, magros e humildes, só os Deuses do futebol para saber quanto tempo levaram de ônibus para se apresentar por ali. Nesta segunda fase, “aos trancos e barrancos”, explicou a sabedoria do comentarista.

Já com a bola rolando, desliguei a TV com 20 minutos. Não dava para suportar mais o tamanho da máscara postada sobre a camisa 5 que “o menino pronto” vestia. Certamente não lhe contaram que Denílson, o Rei Zulu, e Carlos Alberto Pintinho a honraram com classe, determinação e humildade. Ao receber a bola, dava uma rebolada, um toque diferente quando o trivial daria mais velocidade a partida e alcançaria o mesmo destino.

O camisa 10, então, se podia dar um passe de letra ou calcanhar o fazia no lugar do simples, e quando o camisa 8 errou um passe, e lhe chamaram a atenção, não vacilou e berrou ao vivo com o eco aumentado pelas arquibancadas vazias: “Vá se f...eu sei o que estou fazendo”. Será que ninguém disse a eles que o Delei, o Cléber, o Arthuzinho vestiram aquela mesma camisa com outra postura?

Na hora, senti saudades de João Baptista Pinheiro. Nosso mestre nas Laranjeiras, que formou gerações, não permitia que brincássemos com a profissão. Disciplina e respeito ao adversário estavam na cartilha que eu, Abel, Zezé, Gilson Gênio, Mario, Rubens Galaxe, Edinho, entre tantos, estudávamos antes de entrar em campo.

No banco de reservas, ontem, e nas divisões de base em Xerém, há cada vez menos espaços para o ex-jogador. E pelo tamanho da coxa e da lentidão do camisa 5, sempre ele, a sala de musculação tem sido mais utilizada do que os fundamentos aprimorados com a bola que treinávamos à exaustão.

Só hoje, domingo, fiquei sabendo do resultado : 1x1 no tempo normal e o CRB eliminou o Fluminense nos pênaltis por 6x5. Vocês vão me desculpar, mas deixei minha paixão de lado e fui vestir os sentimentos daqueles vitoriosos meninos magros e voluntariosos das alagoas que derrubaram Golias. Eles podem até não ganhar a Copinha, mas deixaram uma outra lição àqueles, como o sábio comentarista do SporTv, que continuam a pensar que uma partida de futebol se ganha com camisa, currículos e estatísticas.

Serão sempre 11 contra 11, e, muitas vezes, Deus se faz presente nas arquibancadas, nos vestiários e dentro de campo abençoando, nem que seja por novena minutos, a vida daqueles que mais precisam.

E dando lições, quem sabe, definitivas, à soberba e a arrogância apresentados ontem por esta nova safra tricolor."

*** Excelente texto do ex-jogador tricolor e escritor José Roberto Padilha.

A equipe do Fluminense tem um bom time realmente. Entretanto a soberba como enfrentaram a equipe do CRB, foi decisiva para o resultado do jogo.

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.