Folha do ES
Qua, 30 de Set

.Home     Colunistas     José Roberto Padilha

A covardia da rodada


José Roberto Padilha

José Roberto Padilha

José Roberto Padilha, jornalista, cronista, escritor, técnico de futebol e ex-jogador de futebol profissional, com passagens pelo Fluminense, Flamengo e Santa Cruz de Recife.

Ver todos os artigos

  15.setembro.2020

Não foi porque ele fez um dos gols da vitória, mas já falava ano passado para meus filhos que o Ceará tinha um excelente zagueiro: Luiz Octávio.

Assistindo as resenhas pós jogo, e ouvindo os comentários de Paulo Nunes, que jogou futebol em times grandes e de menor poder aquisitivo, fico a pensar: porque nossos comentaristas vivem a analisar as falhas dos grandes clubes, como o Flamengo, e nunca exaltar as virtudes daqueles que os venceram com todos os méritos?

Qual o problema o Ceará, jogando em casa, com um time rodado, um treinador experiente, não ter suas virtudes táticas e individuais exaltadas ao jogar fechadinho e explorar os contra ataques? E ser feliz nas finalizações.?

Quem começa em time grande, como começamos, e depois ralamos nos pequenos, sentimos esse preconceito na pele quando os enfrentamos . Por melhor a partida que realizasse no Americano, de Campos, no Bonsucesso, o último que defendi, subestimavam nossos feitos, já sempre na base da superação, para procurar erros naqueles que raramente derrotavamos.

Está na hora de parar com isso, não Paulo Nunes? De cuspir na grandeza dos pequenos que um dia lhe acolheram para completar o tempo da aposentadoria.

E parabéns, Ceará!

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.