Folha do ES
Ter, 18 de Mai
HECI

.Home     Colunistas     José Roberto Padilha

Como o Amendoim vai levar o leite para as crianças?


José Roberto Padilha

José Roberto Padilha

José Roberto Padilha, jornalista, cronista, escritor, técnico de futebol e ex-jogador de futebol profissional, com passagens pelo Fluminense, Flamengo e Santa Cruz de Recife.

Ver todos os artigos

  01.abril.2021

Esse é o Amendoim, aquele cidadão humilde e educado que percorre todos os bares à noitinha para deixar uma mostra do aperitivo sobre as mesas.

Assim tem vivido por três décadas, formando seus filhos e levando comida para casa. Com o decorrer dos anos, viu abrir e fechar vários bares, entre eles a Zebrinha, o Chaparral e o Ponto de Encontro. O último que fechou foi o Iluminados do Grau.

Ele só não tinha visto fecharem todos os bares. Que porre devem ter tomado para anunciar tal decisão, deve ter imaginado. Porque são registrados, no sindicato do comércio, mais de 685 estabelecimentos que vendem bebidas alcoólicas em nossa cidade.

Quantos empregos serão perdidos? Quantos impostos deixarão de ser pagos pois se a mercadoria não circula, nem há serviço prestado, eles irãoi incidir sobre o quê ?

Uma pena que só contem os óbitos dessa doença. Não as vítimas, como ele, de atitudes absurdas como essa de fechar sua legítima fonte de renda. E quem vende os doces, as flores tão românticas, os 10% essenciais na vida dos garçons?

Se o Bramil aglomera, as Lojas Americanas conseguem desovar seus ovos de chocolate, farmácias se multiplicam diante da depressão causada por isolamentos longe do Bar do Jair, porque os bares precisam ser lacrados?

Botequins, no Brasil, devem ser considerados essenciais à população. Latinos, miscigenados, amantes do samba, da mulher e do futebol crescemos ao lado de um onde dividimos dores e conquistas. É quase uma religião.

Já haviam reduzido o número de cadeiras, diminuído o horário de funcionamento, aumentando a frota para o Delivery, pra que radicalizar?

Uma pena que o nosso prefeito, um dos mais assíduos fregueses do Bar do Gerson, sabedor da importância desse espaço psiquiátrico gratuito na vida do cidadão brasileiro, tenha assinado esse decreto.

Ele, seus assessores, vereadores, quem mais apoiou essa atitude, não devem cuspir nos copos em que buscaram lazer, amigos e entretenimento enquanto muitos, como o Amendoim, trabalhavam e ainda trabalham duro para sustentar suas famílias.

Pode ser uma imagem de uma ou mais pessoas e pessoas em pé

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.