Folha do ES
Sex, 3 de Jul
Cofril 02

.Home     Colunistas     Mario Eugenio Saturno

O ainda incompreendido Dr. Li Wenliang


Mario Eugenio Saturno

Mario Eugenio Saturno

Tecnologista Sênior do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e congregado mariano.

Ver todos os artigos

  17.março.2020

Em 8 de dezembro, o Dr. Li Wenliang, um oftalmologista de 33 anos em Wuhan, tratava de uma paciente com glaucoma e que estava sofrendo de uma misteriosa pneumonia viral. A cuidadora e a filha estavam com febre, uma indicação de que o vírus poderia se espalhar entre os seres humanos.
Ele e a Dra. Zhang Jixian comunicaram imediatamente as autoridades. A comissão municipal de saúde de Wuhan garantiu que não havia evidências disso. O Dr. Li também foi contaminado e morreu em 6 de janeiro. Mas Wuhan só entrou em quarentena em 23 de janeiro, quando já tinham perdido o controle. Dois meses depois, Wuhan começa a sair da quarentena. E com graves prejuízos econômicos, a despeito das mentiras de alguns que se apresentam como analistas.
No Brasil, muitos ignorantes e loucos apresentando-se como entendidos deram informações erradas sobre o álcool, a doença, a contaminação e letalidade. E foram muitos os médicos que não entendiam o que acontecia e contribuíram para a letargia do nosso sistema de saúde agir.
Os médicos estudam matemática estatística e deveriam entender facilmente os gráficos da Covid-19. Só que não! É até vergonhoso que um engenheiro tivesse que alertar as autoridades dos EUA e Europa sobre o que estava acontecendo. Mesmo assim, vendo o que acontecia na China, os italianos não entenderam e foram ao caos.
E, aqui no Brasil, acontecia o mesmo, vendo a China e a Itália, não entendiam o que acontecia, a maioria dos médicos optaram pela apatia. Assim como todos os políticos e autoridades. A ponto de o presidente ir a Miami sem necessidade alguma. E o que aconteceu? Pegaram o vírus, sendo que Wejgarten começou a apresentar os sintomas já no avião, durante a volta. Já são 14 contaminados dos que participaram dos eventos lá.
Curiosamente, dias antes, Abraham Weintraub, ministro da Educação, postara oito mensagens atacando Priscila Cruz por encerrar um evento da “Todos pela Educação” devido a um mal-estar. Weintraub citou o Salmo 94,23, dizendo que Deus destrói os iníquos. Será que os aliados do Bolsonaro são os iníquos citados pelo ministro que não sabe escrever? Bolsonaro tem um universo de 45 milhões de eleitores e o melhor que conseguiu para a Educação foi esse aí? Em tempo, Priscila não estava com a Covid-19.
Em 24 de fevereiro, as ações das empresas de transporte aéreo de passageiros, a Vale e a Petrobras começavam a cair fortemente. Em 9 de março, o mercado entendeu o que estava acontecendo e as bolsas despencaram, em especial as ações da Petrobras. Aparentemente, o presidente também deu mostra que entendia... Só que não! O presidente que deveria ser exemplo, mostrou seu enorme despreparo no último dia 15 de março, quando foi abraçar seus apoiadores. E, no dia seguinte, em entrevista ao seu jornalista de confiança, o Datena, ouviu deste que o que ele fez foi errado... Teve um chilique ao vivo, não tem jeito!
Ao mesmo tempo, o protagonismo era dos matemáticos do Banco Central que entenderam o problema e convenceram o Paulo Guedes da gravidade da situação. Será que o presidente entenderá, ou teremos que ouvir a Janaína e o Reale Jr., autores do impeachment da Dilma?

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.