Uma sogra furiosa tentou boicotar o casamento entre o filho e a nora duas vezes no dia da cerimônia, realizada em 18 de fevereiro, em Ciudad Obregón, no México. A mulher, que é contra a união do casal, chegou a contratar um trio de homens para jogar tinta vermelha no vestido da noiva.

O caso ganhou repercussão após uma publicação no X (antigo Twitter), que expôs a atitude quase “vilanesca” da sogra, ter viralizado nas redes sociais.

A noiva, identificada apenas pelo nome Alexandra, estava prestes a entrar na igreja de Nuestra Señora del Rosário ao lado do pai quando foi surpreendida por um líquido no corpo. Ainda sem saber do que se tratava, a mulher pensou que teria sido atingida por água e só percebeu que estava suja de tinta vermelha quando olhou para os convidados.

Os convidados chegaram a pensar que o líquido no vestido tratava-se de sangue. Mesmo abalada o ataque, Alexandra não parou a cerimônia: trocou a roupa suja por um vestido dourado e continuou com o casamento.

De acordo com o relato nas redes sociais, o casal tinha um relacionamento tranquilo, mas foi a diferença de classes sociais que despertou suspeitas por parte da família do noivo, principalmente da mãe.

Denúncia de drogas e “furto” de passaporte

No mesmo dia da cerimônia, os convidados e os noivos passaram por mais um constrangimento. Desta vez, o casal foi alvo de uma denúncia anônima por porte de drogas no local do casamento.

A polícia interrompeu a sessão de fotos dos noivos com os padrinhos para revistar os convidados presentes. No entanto, nada foi encontrado.

Determinada a estragar o dia do casal, a sogra teria tentado furtar o passaporte da esposa do filho para impedir a viagem de lua de mel. Porém, a tal “missão” foi um fracasso.

Mesmo com as tentativas incessantes de frear a união entre o casal, a cerimônia de casamento foi concluída e os noivos seguem juntos.