O Tribunal de Justiça de São Paulo determinou o divórcio entre Ana Hickmann e Alexandre Correa. O caso foi decidido pela Vara Familiar após ter sido negado pela vara de Violência Doméstica, acionada pela apresentadora através da Lei Maria da Penha. A partilha de bens do casal ainda não foi definida, mas o pedido de pensão feito por Alexandre foi negado. Ele solicitava um pagamento mensal de R$ 42,3 mil, além da reativação do plano de saúde. Ana denunciou o ex-marido por agressão após 25 anos de casamento. Ela registrou um boletim de ocorrência alegando que durante uma discussão, Alexandre a pressionou contra a parede e a ameaçou com cabeçadas. O empresário negou a briga, mas admitiu a discussão, alegando que não teve “maiores consequências”.

A defesa de Ana acusou Alexandre de forjar sua assinatura em 48 ocasiões, incluindo em um empréstimo bancário. Uma perícia grafotécnica particular contratada pela artista atestou as falsificações, que teriam sido feitas por Claudia Helena dos Santos, braço direito de Alexandre. Os documentos foram entregues ao Departamento Estadual de Investigações Criminais, que abriu um inquérito policial. Em resposta às acusações, o empresário negou as alegações, afirmando que não há como comprovar que as assinaturas foram feitas por Ana Hickmann. O caso do divórcio e da pensão entre Ana Hickmann e Alexandre Correa continua em andamento, com novos desdobramentos sendo aguardados.