Folha do ES
Qua, 17 de Jul
FESTA NA ROÇA - HECI

Home   Estilo     Comportamento


1 ano após o crime, saiba o que a mídia ainda não contou sobre o pastor George Alves

1 ano após o crime, saiba o que a mídia ainda não contou sobre o pastor George Alves

Pastor George Alves está preso por estupro e queimar filho e enteado

  Por Jackson Rangel Vieira

  19.abril.2019 às 16:17Atualizado em 20.abril.2019 às 01:29

Em 21 de abril de 2018, aconteceu um dos crimes mais chocantes e bárbaros doBrasil. O então pastor George Alves, estuprou o filho e o enteado e em seguida atirou fogo nas crianças vivas, portanto desacordadas.

O crime aconteceu na região Norte do Espírito Santo. Após 32 dias de investigações, a Polícia Civil conclui que o pastor estuprou, agrediu e queimou o filho Joaquim Alves Sales, de 3 anos , e Kauã AlvesButkovsky de 6.

Diante disso,George nunca confessou o crime, portanto foi um trabalho difícil para os peritos.Dessa maneira a sequência dos fatos só foi desvendada agora. A polícia civil também prendeu Juliana Pereira Sales Alves, esposa de George Alves.

Segundo o Ministério Público, o pedido de prisão da pastora ocorreu porque as investigações apontaram que ela sabia dos desvios de caráter do marido, e mesmo assim apoiava os planos dele de se promover na igreja. Conseqüentemente, foram necessários 15 peritos da polícia Técnico-Científico, e 36 pessoas interrogadas. Com base nos relatos da Polícia a reportagem reproduziu todos os detalhes daquela madrugada de terror. George Alves e sua esposa continuam presos, o casal ficou conhecido como os “Nardonis G".


Fonte: Fuxigo Gospel: por Caio Rangel

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2019 Folha do ES. Todos os direitos reservados.