Folha do ES
Seg, 18 de Nov
LEIA PESQUISA

Home   Estilo     Comportamento


Passos de Anchieta: quatro mil pessoas devem participar do evento

Passos de Anchieta: quatro mil pessoas devem participar do evento

Além dos diversos municípios capixabas, os andarilhos virão de estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Goiás e Distrito Federal.

  Por Redação

  18.junho.2019 às 13:31

Entre os dias 20, próxima quinta, a 23 de Junho, domingo, acontece a 22ª edição da caminhada “Os Passos de Anchieta”. Segundo a coordenação cerca de 4 mil pessoas vão participar do evento.

As inscrições serão encerradas hoje e o projeto turístico é considerado a maior reunião e confraternização de andarilhos peregrinos do mundo, que percorrem um trajeto total de 100 km, em busca de momentos de fé, reflexão, autoconhecimento e contato com a natureza

Além dos diversos municípios capixabas, os andarilhos virão de estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Goiás e Distrito Federal.

Percurso

Com partida da Catedral Metropolitana de Vitória, serão quatro dias de peregrinação até o Santuário Nacional de Anchieta. O roteiro refaz o trajeto percorrido por São José de Anchieta, hoje Santo, em seus últimos anos de vida.

Passo a passo

A caminhada é realizada em trechos de cerca de 25 km diários. No primeiro dia, 20 de junho, o percurso é realizado entre a Catedral de Vitória e Barra do Jucu, em Vila Velha, onde são percorridos média de 25 km.

No segundo trecho, perfaz 28 km entre Barra do Jucu até Setiba, no município de Guarapari.

No terceiro dia, o trajeto de Setiba até Meaípe, ambos localizados em Guarapari, os andarilhos percorrerão 24 km.

E, finalmente no dia 03 de junho, o percurso é realizado de Meaípe até Anchieta, no Santuário Nacional do município, os 23 km finais abrangem.

Estrutura

Para realizar em segurança e com saúde todo o percurso, a Associação Brasileira dos Amigos dos Passos de Anchieta (Abapa) prepara pontos de apoio ao longo do trajeto, chamados de “oásis”.

Neles, os andarilhos recebem água, frutas e atendimento no caso de câimbras, bolhas e torções que possivelmente surjam nos participantes.

Há também ambulâncias e Corpo de Bombeiros presentes em alerta para o caso da necessidade de remoção de algum peregrino.

Além disso, carros de apoio da organização ficam à disposição dos andarilhos para qualquer eventualidade, assim como equipes de assistência médica e da Polícia Militar, que disponibiliza policiais em viaturas e motocicletas.


Fonte: Folha do ES

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2019 Folha do ES. Todos os direitos reservados.