Folha do ES
Ter, 18 de Mai
HECI

Home   Estilo     Cultura


ES: ‘Cultura em Toda Parte’, lives com cachê de até R$ 7,5 mil

ES: ‘Cultura em Toda Parte’, lives com cachê de até R$ 7,5 mil

Projeto vai selecionar 200 atrações, divididas entre ações de formação e apresentações artísticas

  Por Raphael Gomes

  01.abril.2021 às 08:38

O projeto “Cultura em Toda Parte”, será lançado nesta sexta-feira (2), a partir das 19h, com o início das inscrições da chamada pública de artistas.

A abertura será transmitida no canal da Secretaria de Estado da Cultura (Secult-ES), no YouTube.

Além de shows on-line, oficinas e histórias contadas, o projeto irá selecionar artistas, grupos e coletivos artísticos para compor a programação do projeto. Os cachês podem chegar até R$ 7,5 mil.

Para se inscrever, os interessados devem se cadastrar através da internet, por meio do Mapa da Cultura no Espírito Santo, em link a ser disponibilizado ainda nesta sexta-feira.

Projetos que podem ser contemplados: Artes Cênicas, Fotografia, Dança Urbana, Música, Literatura, Arte Digital, Design, Moda, Cultura Popular, Cultura Afro-Brasileira, Cultura Indígena, Cultura Alimentar e Artes Integradas, Maquiagem Cênica, Cenografia, Iluminação, Palhaçaria, Interpretação Para Teatro, Hip Hop e Malabares.

Conheça os dois módulos:

Cultura em Toda Parte – Central Sul

Serão oferecidas 20 oficinas, 10 palestras e 70 apresentações culturais, totalizando R$ 362,8 mil em cachês. As ações serão geridas pelo Instituto Parceiros do Bem.

As oficinas e palestras serão realizadas nos municípios de Muqui, Itapemirim, Linhares, Guaçuí e Baixo Guandu. Entre as ações propostas, estão: oficinas de Fotografia de Shows, Contação de Histórias, Palhaçaria, Interpretação para Teatro, Cenografia, Iluminação, Roteiro, Maquiagem Cênica, Dança Urbana, Hip Hop, Malabares, entre outros.

Cada município vai receber quatro oficinas e duas palestras, somente para 10 pessoas em cada oficina e 20 pessoas em cada palestra, com todos os cuidados devido à pandemia de Covid-19. Já as apresentações culturais serão gravadas e transmitidas virtualmente.

Edital

Poderão se inscrever artistas das macrorregiões Central e Sul do ES, que residam no estado do ES há pelo menos 2 anos e que comprovem ao menos 2 anos de atuação artística, sendo que 40% das vagas é reservada para mulheres, negros, LGBTQI+, quilombolas, indígenas e pessoas com deficiência.

Ao todo serão 70 apresentações artísticas selecionadas através de chamada pública. Os inscritos devem ter sede na Macrorregião Central, nos municípios de Alto Rio Novo, Baixo Guandu, Colatina, Governador Lindenberg, Marilândia, Pancas, São Domingos do Norte, São Gabriel da Palha, São Roque do Canaã, Vila Valério, Aracruz, Ibiraçu, João Neiva, Linhares, Rio Bananal e Sooretama; ou na Macrorregião Sul, nos municípios de Apiacá, Atílio Vivacqua, Cachoeiro de Itapemirim, Castelo, Jerônimo Monteiro, Mimoso do Sul, Muqui, Vargem Alta, Alegre, Bom Jesus do Norte, Divino de São Lourenço, Dores do Rio Preto, Guaçuí, Ibatiba, Ibitirama, Iúna, Irupi, Muniz Freire, São José do Calçado, Alfredo Chaves, Anchieta, Iconha, Itapemirim, Marataízes, Piúma, Presidente Kennedy e Rio Novo do Sul.

Data de inscrição: 2 a 16 de abril

– 15 apresentações solo – cachê de R$ 2,2 mil por apresentação

– 22 apresentações duo e/ou trio – cachê de R$ 3,3 mil por apresentação

– 28 apresentações com quatro ou mais artistas – cachê de R$ 7 mil por apresentação

– Cinco apresentações de Contação de Histórias – Cachê De R$ 2,2 mil por apresentação

Inscreva-se: Link será disponibilizado na sexta-feira (02)

Cultura em toda parte – Módulo Norte

O projeto vai percorrer os municípios de Afonso Cláudio, Conceição da Barra, Santa Teresa, Vila Pavão e Vitória, ofertando oficinas, cursos presenciais – respeitando os protocolos de segurança – e apresentações artísticas e culturais, totalizando R$ 355 mil em cachês. As ações serão geridas pelo Instituto Brasil de Cultura e Arte.

Trata-se de um evento cultural que se apresenta em forma de caravana e se propõe a provocar a relação das pessoas com os territórios em que habitam e pauta cultural, ocupação e esvaziamento de espaços públicos, novas tecnologias, economia criativa, processos participativos, protagonismo de comunidades, representatividade, cidade e consumo, cultura popular, sustentabilidade ambiental, humanas, inteligentes, seguras e inclusivas.

Edital

Ao todo, serão selecionadas 65 atrações, entre artistas, grupos e coletivos artísticos. Os inscritos devem ter sede na Macro Região Metropolitana e suas Microrregiões (Microrregião Metropolitana – Cariacica, Fundão, Guarapari, Serra, Viana, Vila Velha e Vitória / Microrregião Sudeste Serrana– Afonso Claudio, Brejetuba, Conceição do Castelo, Domingos Martins, Laranja da Terra, Marechal Floriano e Venda Nova do Imigrante / Microrregião Central Serrana – Itaguaçu, Itarana, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá e Santa Teresa) e Macro Região Norte e suas Microrregiões (Microrregião Nordeste – Boa Esperança, Conceição da Barra, Jaguaré, Montanha, Mucurici, Pedro Canário, Ponto Belo, Pinheiros e São Mateus / Microrregião Noroeste – Água Doce do Norte, Águia Branca, Barra de São Francisco, Ecoporanga, Mantenópolis, Nova Venécia e Vila Pavão)

Conheça as categorias da Chamada Pública – Módulo Norte

Serão 65 selecionados baseados nas seguintes categorias:

  • 25 grupos com formação de um a três artistas (Categoria “A”) – cachê de R$ 2,5 mil por apresentação
  • 15 grupos com formação de quatro a seis artistas (Categoria “B”) – cachê de R$ 5,5 mil por apresentação
  • Cinco grupos com formação de sete ou mais artistas (Categoria “C”) – Valor de R$ 7,5 mil por apresentação
  • 20 Contação de Histórias (Categoria “D”) – Valor de R$ 500,00 por apresentação

Fonte: Folha do ES

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.