Folha do ES
Ter, 4 de Out
Nova logo da LEIA Pesquisa

Home   Economia     Brasil


Trabalhador informal pode receber R$ 1.000 do Bolsa do Povo

Trabalhador informal pode receber R$ 1.000 do Bolsa do Povo

O beneficiário terá ainda curso de qualificação e formalização como MEI (Microempreendedor Individual).

  Por Redação

  22.julho.2022 às 09:37

Trabalhadores informais e desempregados em situação de vulnerabilidade no Estado de São Paulo podem se inscrever no programa Bolsa Empreendedor, do Bolsa do Povo, para receber uma bolsa-auxílio de R$ 1.000, dividida em duas parcelas de R$ 500.

O beneficiário terá ainda curso de qualificação e formalização como MEI (Microempreendedor Individual). As inscrições vão até outubro, para um total de 130 mil vagas.

O programa é aberto a todos os desempregados ou informais, mas a prioridade é para pessoas com baixa renda, mulheres, jovens (de 18 a 35 anos), negras, pardas, indígenas ou PCD.

Para participar, é preciso ser alfabetizado, maior de 18 anos, desempregado ou MEI e morar no estado de São Paulo.

Também é preciso estar inscrito no CadÚnico, que é a porta de entrada para o programa Auxílio Brasil, do governo federal.

O Bolsa do Povo reúne 19 ações de transferência de renda para moradores do estado. A inscrição para todas deve ser feita pelo site do programa: www.bolsadopovo.sp.gov.br/. Uma família pode ter mais de um beneficiário, desde que todos cumpram os requisitos de cada auxílio.

A iniciativa estadual teve mais de 645 mil beneficiários no segundo semestre do ano passado, quando foi criada, de acordo com Laura Machado, secretária de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo. Até o final deste ano, o governo estadual pretende chegar a 700 mil beneficiários.

FAMÍLIAS COM MEMBROS EM IDADE ESCOLAR

Estudantes matriculados no ensino médio na rede estadual de São Paulo podem fazer parte do programa Novotec Expresso para receber bolsa auxílio de R$ 600, paga em quatro parcelas mensais de R$ 150, ao longo da duração do curso.

São 28 opções de cursos, com duração de 120 horas executadas em aproximadamente quatro meses. As inscrições serão aceitas até 15 de agosto pelo site do Novotec (novotec.sp.gov.br).

Desempregados que são estudantes das áreas de ciências de saúde e biológicas com 18 anos ou mais podem se inscrever no Acolhe Saúde. Será preciso dedicar 20 horas semanais em uma das 176 unidades de saúde do estado para receber um benefício de acordo com sua graduação:

Graduação (bacharelado, licenciatura): R$ 750 por mês Graduação tecnológica (tecnólogo): R$ 650 por mês Técnico: R$ 500 por mês

Famílias com renda mensal de até três salários mínimos (R$ 3.636) que perderam pelo menos um membro do núcleo familiar por Covid-19 desde o começo da pandemia até 21 de junho de 2021 podem se inscrever no SP Acolhe. O benefício tem o valor total de R$ 1.800, pago em seis parcelas mensais de R$ 300.


Fonte: minuto a minuto

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.