Folha do ES
Seg, 30 de Mar

Home   Economia     Brasil


Veja quais são os golpes do carnaval e como fugir deles

Veja quais são os golpes do carnaval e como fugir deles

Foliões precisam ficar atentos principalmente com o uso do cartão de crédito

  Por Redação

  21.fevereiro.2020 às 15:57

O carnaval está chegando, e com os bloquinhos de rua, muita gente deixa a animação tomar conta e pode perder dinheiro. E não se trata apenas de deixar cair notas ou moedinhas no meio da folia. Existem inúmeros golpes que podem causar prejuízo financeiro aos foliões.

Troca de cartões

Um dos golpes mais comuns é o da troca de cartões. Você vai pagar alguma coisa na maquininha e na hora de o vendedor te devolver seu cartão, ele troca por um bem parecido. No meio da multidão, isso pode passar despercebido.

É importante lembrar que, embora o criminoso não tenha sua senha, ele pode usar aquele cartão para compras online, onde só são pedidos os dados que podem ser encontrados no próprio plástico (como número, nome do titular e código de segurança).

Segundo Henrique Lira, diretor de relações institucionais da entidade de defesa do consumidor Proteste, a melhor dica para evitar esse problema é colocar algum tipo de adesivo no cartão para identificá-lo com mais facilidade.

Outra dica da Proteste é que o consumidor anote o código de segurança (aquele número de três dígitos que geralmente fica no verso do cartão) do seu cartão em algum lugar e tente “apagá-lo” do plástico antes de levá-lo para a folia.

Se mesmo assim isso acontecer com você, a melhor solução é entrar em contato com o banco ou fintech emissor do seu cartão, informar que foi furtado e solicitar o bloqueio imediato.

Valor na maquininha

Outro golpe comum, também envolvendo cartões de crédito, é o valor errado na maquininha. Você compra uma água por R$ 5, mas na correria não vê que o valor no visor do aparelho é R$ 50. E para evitar esse tipo de problema é fundamental que você fique atento antes de fazer qualquer pagamento, principalmente se for por aproximação, que tende a ser mais rápido e, assim, acaba exigindo menos atenção.

Além da atenção, é extremamente importante que os foliões baixem o aplicativo dos seus cartões de crédito, ou solicitem receber mensagens de texto a cada transação feita. Desse modo, é possível identificar todas as transações feitas em tempo real, e correr para pedir o estorno e o bloqueio do cartão.

Senha exposta

Também é comum que golpistas deem a maquininha de cartão para o cliente digitar a senha no momento que era pra ser colocado o valor. Dessa forma, os números ficam expostos no visor e aquele cartão pode ser furtado e usado em compras físicas.

Por isso, a atenção precisa ser redobrada em todos os passos que envolvem o pagamento com cartão de crédito e débito. Então, não se esqueça: cheque o valor inserido pelo vendedor, veja se aquela tela é realmente a da sua senha e, por fim, confira se aquele cartão é mesmo o seu.

Informações no celular

É claro que o celular é um dos objetos que os foliões costumam ter mais cuidado. E é importante lembrar de proteger não só o aparelho, mas as informações contidas nele. Por exemplo: se você tem o aplicativo do seu cartão de crédito cadastrado, uma pessoa pode tentar gerar um cartão virtual e usá-lo. Além disso, os criminosos também podem acessar o seu aplicativo do banco e tentar alguma fazer alguma transação.

Portanto, se você teve seu celular furtado, além de avisar aos amigos, é importante também avisar ao banco e instituições financeiras que você tem conta.


Fonte: Valor Investe

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.