Folha do ES
Seg, 23 de Mai
Receitas cofril

Home   Economia     Brasil


Veja qual a previsão para o seguro-desemprego a partir de janeiro

Veja qual a previsão para o seguro-desemprego a partir de janeiro

O trabalhador demitido sem justa causa tem direito ao seguro-desemprego. O benefício vai ter mudança no valor em janeiro de 2022.

  Por Queila Valpassos

  03.janeiro.2022 às 08:24Atualizado em 03.janeiro.2022 às 08:27

O reajuste no salário mínimo deve impactar também no pagamento de vários benefícios sociais, que usam como base de cálculo o valor definido para o salário. É o que deve acontecer com o pagamento do seguro-desemprego a partir de janeiro de 2022.

O novo valor segue a inflação registrada no Brasil, que foi a mais alta dos últimos anos. Por isso, quem receber o benefício no ano que vem já vai contar com os valores reajustados logo no mês de janeiro.

Reajuste no seguro-desemprego

O seguro-desemprego é um direito de todo trabalhador de carteira assinada que tenha sido demitido sem justa causa. Ele passa, após a demissão, a receber um valor como suporte até que consiga um novo emprego, por exemplo.

Diante da previsão para o novo salário mínimo no ano que vem, o valor do seguro-desemprego subirá dos atuais R$ 1.100 para R$ 1.210,44, que é o valor mínimo pago aos segurados.

Por outro lado, o valor máximo a ser pago vai ser de R$ 2.100,00. A previsão para o novo valor do salário mínimo foi divulgada pelo Ministério da Economia.

Assim, diante do reajuste no salário-mínimo, o seguro-desemprego e outros benefícios vão ser reajustados na mesma proporção do novo salário.

Além disso, de acordo com o governo federal, pelo menos R$ 41,7 bilhões já foram destinados para o pagamento do seguro-desemprego ao longo do ano que vem. Outra estimativa divulgada pelo governo é de que cerca de 8,2 milhões de brasileiros podem ter que recorrer ao benefício.

Para ter acesso ao seguro-desemprego, além de ser demitido sem justa causa, o trabalhador precisa ter emprego formal pelo prazo mínimo de seis meses. Além disso, não pode ter nenhuma outra fonte de renda e não receber nenhum benefício previdenciário. O valor pago pelo seguro-desemprego varia de 3 a 5 parcelas. O que vai depender de cada caso em particular.


Fonte: R7

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.