Folha do ES
Qua, 29 de Jun

Home   Economia     Brasil


'Quem sabe se privatizar Petrobras, todo mundo vai ter petróleo?', diz Guedes

'Quem sabe se privatizar Petrobras, todo mundo vai ter petróleo?', diz Guedes

Para ele, a estratégia de desestatização é "devolver ao povo o que é do povo". "Vamos deixar isso aí para ser roubado de novo?", voltou a questionar

  Por Redação

  20.maio.2022 às 15:56

O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a defender nesta quinta-feira, 19, privatizações. "Hoje falta petróleo. Quem sabe se privatizar Petrobras, todo mundo vai ter petróleo?", perguntou durante o seminário "Perspectivas econômicas do Brasil", promovido pela Arko Advice e o Traders Club.

Para ele, a estratégia de desestatização é "devolver ao povo o que é do povo". "Vamos deixar isso aí para ser roubado de novo?", voltou a questionar.

Apesar dessas críticas a governos anteriores, o ministro disse que existem boas intenções da oposição. "Existe gente boa lá. Mas temos que produzir as transformações necessárias. Tem muita coisa que a esquerda fez que foi boa, como o Bolsa Família", considerou.

Guedes disse que essa radicalização que existe hoje é simplesmente uma disputa de poder, já que a ala mais à esquerda quer voltar ao Palácio do Planalto. "Precisamos nos entender: vai acelerar privatizações? Vamos acabar com IPI pra reposição nossa indústria? Vamos fazer energia barata porque aumentou a produção?", enumerou.

Segundo o ministro, a "banda parece que está tocando bem" e que houve avanços no processo de desestatização. "Agora foi a Eletrobras", citou sobre um pequeno avanço no processo.

Ele enfatizou que o atual governo fez vendas de R$ 240 bilhões nos dois primeiros anos. "A média é espetacular. Se não fosse a covid.... "Ah, o Paulo Guedes disse que tinha R$ 1 trilhão, mas covid chegou e tivemos que baixar o ritmo", justificou.


Fonte: Notícias ao Minuto

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.