Folha do ES
Seg, 21 de Jan

Home   Economia     Espírito Santo


Petrocity apresenta, em Barra de São Francisco, projeto de porto e ferrovia do Noroeste

Petrocity apresenta, em Barra de São Francisco, projeto de porto e ferrovia do Noroeste

A EFMES terá 560km e ligará Sete Lagoas (MG) ao complexo portuário de Urussuquara, em São Mateus.

  Por Jackson Rangel Vieira

  23.dezembro.2018 às 01:43

Um marco da nova história econômica da região Noroeste do Espírito Santo, com forte impacto sobre o Leste de Minas e Sul da Bahia. Assim pode ser definido o próximo dia 15 de janeiro, quando Barra de São Francisco vai sediar o seminário de apresentação dos projetos de construção do megaporto da Petrocity, em São Mateus, e da nova ferrovia Estrada de Ferro Minas-Espírito Santo.

A EFMES terá 560km e ligará Sete Lagoas (MG) ao complexo portuário de Urussuquara, em São Mateus. “Esses projetos definirão uma nova era de prosperidade para nossa região”, disse o deputado Enivaldo dos Anjos (PSD), representante regional na Assembleia Legislativa do Espírito Santo.

O evento contará com a presença de lideranças empresariais e políticas da região Noroeste do Estado. A grande expectativa é pela ferrovia, que passará por Mantena e cortará os municípios de Barra de São Francisco e Nova Venécia e l permitirá, no futuro, a integração com a região produtora de soja para o transporte de grãos do Centro-Oeste para exportação.

A data do seminário foi acertada nesta sexta-feira (21), entre o prefeito Alencar Marim e o presidente da Petrocity, José Roberto Barbosa da Silva. O evento será estratégico, pois ocorrerá apenas dois dias antes da assinatura de contratado com as empresas que estarão envolvidas na construção do Complexo Portuário de São Mateus, um investimento de R$ 3,2 bilhões, que empregará 2.500 pessoas nas obras civis e outras 2.000 pessoas durante a operação.

SEgundo secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, o deputado Enivaldo dos Anjos anunciou o apoio institucional, através da Casa dos Municípios, que fará, junto com o município anfitrião, a mobilização das lideranças políticas da região Noroeste para o seminário.

APOIO EMPRESARIAL

A programação do seminário e o local de sua realização serão definidos nos próximos dias, mas os principais atores envolvidos já estão articulados e com a data aprovada.

A Associação Noroeste de Rochas Ornamentais (Anpro) estará na mobilização da classe industrial, uma vez que o seminário reunirá lideranças políticas e empresarias de pelo menos dezessete municípios do Noroeste, conforme antecipou seu executivo, Mário Imbroisi. Pelo menos 200 líderes regionais estão sendo esperados no encontro.

Nesta sexta-feira (21), o presidente da Petrocity reuniu-se, na Prefeitura de Pinheiros, com prefeitos do Consórcio de Desenvolvimento do Norte, presidido pelo prefeito Sérgio Murilo Moreira (PSDB), de Ponto Belo. No encontro, para falar sobre o projeto do novo porto em São Mateus, o presidente da Petrocity citou o impulso que o empreendimento dará para o desenvolvimento das regiões Norte e Noroeste do Estado.

“E não apenas isso, mas também ao Leste de Minas, envolvendo o Vale do Jequitinhonha, e o Sul da Bahia. A implantação do porto vai interiorizar o desenvolvimento da economia, diminuir os custos de produção e, consequentemente, o preço final ao consumidor, seja o regional, o nacional ou mesmo nos produtos para exportação, aumentando a competividade e incrementando o comércio exterior”, disse José Roberto.

FERROVIA EMPOLGA

A nova ferrovia, que tem no empresário Maurício Toledo, da Toledo Mineração, sediada em Barra de São Francisco, um de seus maiores entusiastas, é uma planta independente do complexo portuário, mas a ele vinculado, possibilitando a chegada da produção de rochas, minério, café, frutas, laticínios e tudo o mais que for produzido ao longo de sua área de influência.

A Estrada de Ferro Minas-Espírito Santo terá Unidades de Transbordo e Armazenamento de Cargas em Barra de São Francisco (ES), Governador Valadares, Santa Maria de Itabira e Sete Lagoas, este em Minas Gerais, e passará pelo terminal de cargas do Aeroporto Internacinal de Confins, em Belo Horizonte, onde haverá uma UTAC de mercadorias de alto valor agregado.

“Isso poderá possibilitar, inclusive, a exportação de automóveis produzidos na região de Belo Horizonte”, disse José Roberto Barbosa.

O deputado Enivaldo dos Anjos já anunciou que começou a trabalhar para que a UTAC de Barra de São Francisco seja um porto seco alfandegado.

( Série de reportagens produzidas pelo jornalista José Caldas da Costa sobre os impactos da nova ferrovia EFMES e o Complexo Portuário da Petrocity, em São Mateus )


Fonte: folhadoes.com

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2019 Folha do ES. Todos os direitos reservados.