Folha do ES
Ter, 17 de Set
NOTA FISCAL SETEMBRO KENNEDY

Home   Economia     Espírito Santo


Espírito Santo teve o pior saldo de emprego do Brasil

Espírito Santo teve o pior saldo de emprego do Brasil

  Por Redaçao

  24.agosto.2019 às 08:51

O Espírito Santo teve o pior saldo de emprego do Brasil. Segundo dados divulgados pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), nesta sexta-feira (23) foram fechadas 4.117 vagas de emprego no Estado.

Com o resultado, o Espírito Santo está na primeira posição entre os estados brasileiros que obtiveram os menores saldos de empregos registrados durante o mês de julho, em 2019. Entre as vagas fechada no estado, foram contabilizadas menos 1.164 postos no serviço de alojamento, alimentação, reparação e o saldo negativo de 527 postos no subsetor de transportes e comunicação.

Entre os menores saldos registrados no país, com os piores resultados também estão o Rio Grande do Sul, com 3.648 vagas de emprego e o Rio de Janeiro, com o saldo negativo de 2.845 postos.

No Brasil foram criados 461.411 postos de trabalho, nos sete primeiros meses do ano, sendo desses contabilizadas 9.600.447 admissões e 9.139.036 desligamentos. Se comparado com o mesmo período de 2018, houve crescimento de 2,93%. O resultado contabilizado dos meses de janeiro a julho deste ano é o melhor para o período desde 2014 com o registro de 632.224.

Durante o mês registrado, foi contabilizado que dos oito setores econômicos, sete contrataram mais do que demitiram em julho. Durante o mês, o saldo foi positivo para o setor da construção civil (18.721), serviços ( 8.948), indústria de transformação (5.391), comércio (4.887), agropecuária (4.645), extrativa mineral (1.049) e serviços industriais de utilidade pública (494). O saldo negativo (315) foi registrado na administração pública.


Fonte: Agência Brasil

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2019 Folha do ES. Todos os direitos reservados.