Folha do ES
Seg, 30 de Mar

Home   Economia     Espírito Santo


Ferraço entra em Frente Parlamentar para brigar por porto de Itapemirim-ES

Ferraço entra em Frente Parlamentar para brigar por porto de Itapemirim-ES

Complexo portuário pode ser um dos maiores do Brasil. O deputado do sul do ES, Theodorico Ferraço, ingressa nas fileiras dos seus colegas pelo progresso do Estado

  Por Jackson Rangel Vieira

  20.fevereiro.2020 às 18:34

Recolocar o Porto de Gamboa, em Itapemirim, de volta na pauta dos projetos de modernização e ampliação do Sistema Portuário capixaba é uma das razões para o deputado estadual Theodorico Ferraço (DEM) entrar na Frente Parlamentar de Defesa do Complexo Portuário do Estado do Espírito Santo.

A formação do grupo suprapartidário foi requerida pelo deputado Enivaldo dos Anjos (PSD), preocupado com a percepção de direcionamentos em setores públicos para beneficiar alguns projetos em detrimento de outros, e também em retomar, para a Assembleia Legislativa, o protagonismo dos grandes debates do Estado.

A Frente Parlamentar foi autorizada pelo Ato 2657, da Mesa Diretora, publicado no Diário do Legislativo desta quinta-feira (20). Enivaldo justificou que a principal proposta da Frente é “promover a dinamização econômica de todas as regiões do Estado”.

NORTE

Há uma preocupação do parlamentar com a região Norte, principalmente porque terá impacto para além das divisas capixabas, com a integração logística com o Sul da Bahia e Leste de Minas, regiões contíguas e de características socioeconômicas similares à capixaba.

“Vamos discutir, no grupo parlamentar suprapartidário, e acompanhar os assuntos relacionados aos portos já instalados e aqueles cujos projetos estão sendo anunciados pela iniciativa privada. Com isso, a Assembleia assumirá o protagonismo que sempre lhe foi de direito e dever, em defesa dos interesses de todos os capixabas e não de apenas parte deles”, disse Enivaldo.

A Frente será formada pelos deputados signatários do requerimento de Enivaldo: Sérgio Majesky (PSB), Capitão Assumção (PSL), José Esmeraldo (MDB), Euclério Sampaio (DEM), Emílio Mameri (PSDB), Vandinho Leite (PSDB), Hudson Leal (Republicanos), Luciano Machado (PV), Dary Pagung (PSB), Marcelo Santos (PDT), Danilo Bahiense (PSL), Freitas (PSB) e Marcos Garcia (PV).

APOIO DO SUL

O Ato, porém, prevê a inclusão de outros deputados que queiram aderir ao movimento liderado por Enivaldo dos Anjos. Embora não tenha feito a adesão formal ao requerimento, o deputado Theodorico Ferraço (DEM) também já manifestou-se para integrar a Frente Parlamentar, assinando o requerimento físico apresentado pelo parlamentar da região Noroeste.

Theodorico Ferraço (DEM) pretende trazer à discussão o projeto do Porto de Gamboa, em Itapemirim, no litoral sul do Estado. Esse projeto, da norte-americana Edison Chouest, já tem até a Licença de Instalação, mas o grupo acabou deixando-o de stand by e fazendo investimentos no Porto de Açu, no Norte fluminense, por causa de dificuldades políticas no Espírito Santo.

Numa audiência concedida ao presidente da Petrocity, José Roberto Barbosa da Silva, o deputado Ferraço tomou conhecimento de que o Porto da Gamboa tem similaridades de propósito com o Centro Portuário de São Mateus (CSPM) e poderia haver uma “boa parceria” de transporte de cabotagem entre os dois terminais.

“Precisamos aproveitar essa oportunidade. O projeto do porto da Chouest, de cargas gerais, é similar ao nosso e vem colaborar para a expansão do potencial logístico do Espírito Santo, juntamente com o projeto da Inmetame, em Aracruz. Esses dois terminais, somados ao nosso, colocam o Espírito Santo na vanguarda logística brasileira. O porto da Petrocity é o único do Sudeste na região da Sudene”, salientou José Roberto.

O projeto da Petrocity, que prevê ainda a construção de uma ferrovia ligando São Mateus a Sete Lagoas, com bitola larga, permitindo maior velocidade dos trens, ganhou também o reforço esta semana do deputado Freitas (PSB), que acompanhou uma visita dos técnicos da Petrocity ao IEMA para “desembolar o processo de licenciamento ambiental”.

HUB LOGÍSTICO

“O Espírito Santo está se transformando no principal hub portuário do Brasil e é importante que se conheça a situação de cada um dos portos já instalados e dos projetos anunciados, aqueles que estão em andamento e aqueles que estão travados por alguma razão que não diz respeito aos interesses capixabas. É o Estado mais bem localizado para se tornar um corredor de exportação e importação de todo tipo de cargas”, observou Enivaldo .

O parlamentar enfatizou que o Estado já é conhecido por ter o maior porto de exportação de minério de ferro, o maior porto de exportação de celulose, como grande exportador de aço, além de estar diante de um movimento em torno da privatização do Porto de Vitória, hoje administrado pela Codesa.

“Precisamos de uma ampla mobilização de nossas lideranças para não perdermos o bonde da história na nova economia brasileira. A Assembleia sempre teve por tradição o protagonismo na discussão dos principais assuntos que dizem respeito aos interesses da sociedade capixaba e, neste momento, precisa entrar seriamente na discussão sobre a ampliação do nosso complexo portuário”, disse.

A Frente Parlamentar, de acordo com Enivaldo, colocará a Assembleia no protagonismo dos debates que visam a consolidação do Estado como “o maior complexo portuário do País, com a construção de novos centros projetados para o Norte, o Centro e o Sul do Estado e, agregar a isso, a infraestrutura necessária para que se chegue a esses terminais”.

Há três projetos privados em curso, no centro das discussões: Porto Central, em Presidente Kennedy; Inmetame, em Aracruz; e Centro Portuário de São Mateus, da Petrocity, em Urussuquara, São Mateus, o único da região da Sudene. Outro projeto deverá voltar à discussão, o Porto de Gamboa, em Itapemirim, do grupo norte-americano Edison Chouest.


Fonte: folhadoes.com

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.