Folha do ES
Ter, 18 de Mai
HECI

Home   Economia     Espírito Santo


Aumento no preço do gás de cozinha preocupa revendedores

Aumento no preço do gás de cozinha preocupa revendedores

  Por Julia F Mothé

  06.abril.2021 às 11:32Atualizado em 06.abril.2021 às 11:40

O gás de cozinha está mais caro. O novo aumento começou a valer a partir da última sexta-feira (2). Em Colatina, nos principais revendedores, o botijão de 13 quilos deverá ser encontrado pelos consumidores entre R$ 90 e R$ 95, cerca de R$ 5 mais caro do que antes. Este é o terceiro ajuste no preço do botijão em 2021.

Para o revendedor de gás, a situação vem se complicando a cada mês. Pedro Lacerda, proprietário da Lacerda Comércio de Gás, localizada na avenida Sílvio Avidos, São Silvano, acredita que os vendedores estão aflitos com os aumentos, que estão acontecendo pelo menos duas vezes ao mês.

“Quem vende gás, hoje, está sofrendo, porque a gente não ganha dinheiro. O gás está aumentando todo mês. A população vai deixando de comprar”, disse. Ele vende o botijão na média dos R$ 85 retirando no local e R$ 90 para entregar em domicílio.

Pedro falou que, mesmo com o reajuste, vai continuar praticando esses mesmos valores. Ele também afirma que o consumidor, atualmente, faz uma pesquisa de preços antes de pedir o gás, ligando para várias distribuidoras antes de tomar uma decisão.

Em Colatina, a maioria dos depósitos ainda contavam com cargas antigas nesta segunda-feira (5), sem o valor reajustado, mas a previsão é que o novo preço chegue ao consumidor até esta quarta-feira (7).

A recomendação é para que quem precisa comprar gás pesquise e aproveite quais as distribuidoras que ainda estão com os estoques antigos.


Fonte: ES Fala

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.