Folha do ES
Seg, 14 de Jun
Gif Folha do ES

Home   Economia     Espírito Santo


Fábrica de Barita vai gerar 300 empregos em Presidente Kennedy

Fábrica de Barita vai gerar 300 empregos em Presidente Kennedy

O Grupo empresarial D Energy Brasil, através de sua subsidiária IBC Brasil - International Barite Company, irá construir no município uma fábrica de processamento de rochas não metálicas para uso industrial

  Por Leandro Bettecher

  05.maio.2021 às 09:08Atualizado em 05.maio.2021 às 11:18

O prefeito Dorlei Fontão da Cruz e o secretário de meio ambiente Edson Vander estiveram nesta terça-feira(04) na futura Sede da IBC Brasil, em Presidente Kennedy. Eles foram recebidos pelo CEO da empresa, Calixto Deberaldini, e pelo Diretor Executivo, Henrique Noronha.

O Grupo empresarial D Energy Brasil, através de sua subsidiária IBC Brasil - International Barite Company, irá construir no município uma fábrica de processamento de rochas não metálicas para uso industrial, incluindo sulfato de bário, carbonatos e outros insumos.

Entre outros produtos, a IBC Brasil irá produzir Barita, a partir do processamento industrial do sulfato de bário. A Barita é um dos principais insumos utilizados na formulação de fluidos de perfuração de poços de petróleo. A expectativa é de que a nova fábrica tenha capacidade de processar 70 mil toneladas de barita por ano, atendendo diversas empresas do setor petrolífero no Brasil, além de potencial de exportação para outros países da América Latina e Caribe.

Os investimentos podem chegar a R$ 8 milhões só na construção. As obras já foram iniciadas com a terraplanagem e o início da operação está previsto para o mês de outubro de 2021.

"A IBC Brasil vai atender direta ou indiretamente vários poços perfurados no Brasil com seus produtos saindo aqui de Presidente Kennedy. Receber investimentos desse porte no município nos faz acreditar que estamos no caminho do desenvolvimento", afirmou o prefeito Dorlei Fontão.

As instalações estão sendo construídas próximo a rodovia que liga Santo Eduardo a Cacimbinha. Durante a construção e funcionamento da fábrica devem ser priorizadas a mão de obra kennedense. Mais de 300 empregos diretos e indiretos serão gerados com o empreendimento.


Fonte: KennedY em dia

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.