Folha do ES
Sex, 30 de Out
Pesquisa Cachoeiro

Home   Economia     Mundo


Lucro da Microsoft sobe 27% nos primeiros nove meses do ano fiscal

Lucro da Microsoft sobe 27% nos primeiros nove meses do ano fiscal

Os acionistas do gigante empresarial vão receber um dividendo de 4,30 dólares por título, contra os 3,36 dólares de há um ano

  Por João Paulo Rosa

  30.abril.2020 às 14:14

O lucro da Microsof cresceu 27% nos primeiros nove meses do ano fiscal de 2020, para 33.079 milhões de dólares (30.412 milhões de euros), face a igual período do ano anterior, anunciou esta quarta-feira a multinacional norte-americana.

A faturação aumentou 14% no período em análise, para 104.982 milhões de dólares, na comparação com idêntico período do exercício fiscal anterior, refere em comunicado a multinacional especializada em software e serviços informáticos. Os acionistas do gigante empresarial vão receber um dividendo de 4,30 dólares por título, contra os 3,36 dólares de há um ano.

Até agora, a pande

lucro da Microsof cresceu 27% nos primeiros nove meses do ano fiscal de 2020, para 33.079 milhões de dólares (30.412 milhões de euros), face a igual período do ano anterior, anunciou esta quarta-feira a multinacional norte-americana.

A faturação aumentou 14% no período em análise, para 104.982 milhões de dólares, na comparação com idêntico período do exercício fiscal anterior, refere em comunicado a multinacional especializada em software e serviços informáticos. Os acionistas do gigante empresarial vão receber um dividendo de 4,30 dólares por título, contra os 3,36 dólares de há um ano.

Até agora, a pandemia da covid-19 não teve impacto negativo significativo sobre as receitas da Microsoft, uma vez que o que perdeu de um lado, por exemplo com a queda da publicidade no LinkedIn e Bing, ganhou, por outro lado, com o aumento dos serviços na nuvem e as vendas de software.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 224 mil mortos e infetou mais de 3,1 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Cerca de 890 mil doentes foram considerados curados.

mia da covid-19 não teve impacto negativo significativo sobre as receitas da Microsoft, uma vez que o que perdeu de um lado, por exemplo com a queda da publicidade no LinkedIn e Bing, ganhou, por outro lado, com o aumento dos serviços na nuvem e as vendas de software.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 224 mil mortos e infetou mais de 3,1 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Cerca de 890 mil doentes foram considerados curados.


Fonte: Expresso

Comentários Facebook


Enquete


Hoje, você manteria seu voto de 2016 para prefeito?

  Votar   Ver resultado

Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.