Folha do ES
Sáb, 24 de Set
Nova logo da LEIA Pesquisa

Home   Economia     Mundo


Ucrânia estima danos causados pela invasão russa em US$ 90 bilhões

Ucrânia estima danos causados pela invasão russa em US$ 90 bilhões

Os problemas estão nas infraestruturas ferroviárias, rodoviárias e de pontes; ministro ucraniano diz que há um projeto ambicioso para ‘reconstruir tudo em um ou dois anos’

  Por Redação

  28.abril.2022 às 09:56Atualizado em 28.abril.2022 às 10:01

A Rússia causou à Ucrânia danos em sua infraestrutura avaliados em cerca de US$ 90 bilhões (R$ 446 bilhões, na cotação atual) desde o início da invasão, em 24 de fevereiro, segundo informou o governo de Kiev nesta quarta-feira, 27. O ministro da Infraestrutura da Ucrânia, Oleksandr Kubrakov, disse na reunião do Congresso de Autoridades Locais e Regionais, da qual o presidente Volodymyr Zelensky participou, que os danos como resultado da guerra lançada pela Rússia chegam a quase US$ 90 bilhões.

Em um vídeo divulgado esta noite pelo site presidencial, o ministro esclarece que se trata de infraestruturas ferroviárias, rodoviárias e de pontes, e acrescentou que “o objetivo ambicioso é reconstruir a infraestrutura em um ou dois anos”. A reunião desta quarta-feira destinava-se a debater o funcionamento do Estado durante a guerra, e foi realizada por videoconferência. Esta é a primeira reunião do Congresso durante a guerra em larga escala da Rússia contra a Ucrânia, segundo comunicado oficial.

Os participantes discutiram o Plano de Reconstrução da Ucrânia pós-guerra, bem como a criação de condições de vida confortáveis ??para todos aqueles que foram forçados a deixar suas casas devido à guerra e, em particular, focaram em como fornecer moradia aos imigrantes. O vice-chefe do gabinete presidencial, Kyrylo Tymoshenko, disse que se pretende criar um banco de dados das necessidades de todos os assentamentos na Ucrânia.

De acordo com Tymoshenko, hoje o Estado tem que fornecer quase 600.000 apartamentos para acomodar os deslocados. Dada a dimensão das necessidades, optou-se pela abordagem de construir do zero, bem como a compra de apartamentos já prontos. Por sua parte, Zelensky pediu que todas as alterações necessárias aos regulamentos sejam adotadas para que novas casas sejam construídas com abrigos antiaéreos e casas antigas sejam equipadas de acordo com as necessidades de segurança pública.

Zelensky também estabeleceu a tarefa de preparar planos para a reconstrução de cidades, vilas e comunidades afetadas pela invasão russa. “Haverá uma combinação de finanças, especialistas e tecnologia, que nossos parceiros simplesmente passarão para nós. Precisamos de um plano claro e ambicioso para envolvê-los neste projeto, para que nos deem seus arquitetos e nós os conectemos com nossos especialistas”, declarou o presidente, pedindo para não que não se espere o fim da guerra para botar esse plano em prática.


Fonte: folhadoes.com

Comentários Facebook


Enquete


Como você acompanha as eleições de 2022?

  Votar   Ver resultado

Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.