Folha do ES
Sáb, 28 de Mar

Home   Estilo     Entretenimento


Artistas cachoeirenses se apresentam no Chile no próximo domingo (09)

Artistas cachoeirenses se apresentam no Chile no próximo domingo (09)

Músicos e atores se juntam a outros artistas latino-americanos em Santiago.

  Por Redação

  03.fevereiro.2020 às 10:27Atualizado em 03.fevereiro.2020 às 10:33

No próximo domingo, 09, artistas de Cachoeiro se juntam a artistas chilenos e venezuelanos em Santiago para mais uma edição do Sarau Verbo Intransitivo. O projeto já realizou diversas apresentações em Cachoeiro, em outras cidades capixabas e já esteve naquele país em outras duas oportunidades. Dessa vez, a ideia é criar pontes entre artistas latinos, tendo a literatura como eixo principal das apresentações.

O espaço escolhido é o Centro Cultural La Barraca, tradicional espaço cultural na capital chilena. De Cachoeiro, viajam a musicista Alessandra Biato, a cantora Amélia Barreto, a atriz Amanda Malta, o ator Luiz Carlos Cardoso e a escritora Milena Paixão, esses dois últimos, idealizadores do Sarau. No Chile, se juntam ao ator Ivan Brandt, à cantora Viviana Cortés e ao músico Isa Flautaro.

Para Milena, "vivemos em tempos em que são necessárias as pontes, e em que a memória anda subestimada. O olhar ao passado para ajudar a entender o presente e guiar-nos em nossos passos em direção ao futuro é uma oportunidade e uma prática que não deve ser desperdiçada ou abandonada. O olhar amoroso ao passado, para resgatar e celebrar conexões de amizade que ultrapassam fronteiras, ajudam a reabrir portas e percorrer distâncias para que possamos reconhecer um pouco de nós mesmos no outro, no estrangeiro que pode ser-nos mais próximo do que imaginamos. E é por isso que propomos, por meio do presente projeto, fazê-lo no território prolífico da arte."

Em março, o público cachoeirense terá a oportunidade de conferir essas apresentações. Os artistas, incluindo os que vivem no Chile, realizarão o mesmo Sarau em Cachoeiro, no dia 13 de março, na Casa dos Braga. A realização é do Grupo Anônimos de Teatro com produção da Companhia do Outro e patrocínio da Lei Rubem Braga de Incentivo à Cultura da Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim.

Sarau Verbo Intransitivo

O Sarau Verbo Intransitivo nasceu de uma inquietação, de uma vontade irresistível de contar, de espalhar a notícia da poesia, de aguçar o olhar, multiplicar as perspectivas, enfim, de gerar uma partilha desinteressada. Começamos com a leveza de uma roda de conversa: sentados no chão mesmo, pernas cruzadas, algumas taças de vinho, livros e meia-luz. Chamamos o encontro de Verbo Intransitivo como uma homenagem a Mario de Andrade e uma tentativa de enaltecer aos verbos quando se mostram inteiros em si, propícios e férteis: amar, cantar, trabalhar, dançar.

Mario de Andrade também nos inspirou ao ser ele mesmo um dos principais representantes do Modernismo, esse movimento artístico que propôs valorizar o local sem fechar-se ao estrangeiro, à alteridade que tem potencial pra engrandecer. Macunaimizamos nosso encontro ao mostrar extrema preguiça em relação a purismos, em relação ao verbo que não aproxima, à fala que segrega a poesia a um pedestal. Antropofagizamos nosso movimento ao permitir que ele crescesse e se transformasse a cada edição de acordo com a disposição e necessidade do momento: andamos por bares, cafés, casas de amigos e salas de teatro; falamos do mar, de sexo, de amor, de política e de caracóis; migramos através de fronteiras físicas e linguísticas e falamos outros idiomas: catalão, inglês, castelhano; convidamos músicos, designers, fotógrafos, cineastas, tecedoras e performáticos.

Não há moral da história, mas no fim de cada Sarau sempre se vai com a sensação clara de que a bagagem é maior do que antes: as individualidades se cruzam, as supostas intransitividades artísticas se cruzam e o coletivo se enriquece enormemente. É que com o tempo e as aulas de gramática superadas começamos a ver que os verbos intransitivos não precisam ser duros, imóveis, isolados: esses verbos também transitam, transam, têm intrínseca uma qualidade porosa, um deixar-se perpassar cheio de bons mistérios. Assim também é a com a arte, com a poesia, com o poetizar: esse que talvez seja o mais fundamental e plural dos verbos intransitivos.

Confira os vídeos das últimas edições do Sarau:

Nove anos de Anônimos

https://www.youtube.com/watch?v=xmxXvNTsmc8&t=77s

Sérgio Sampaio

https://www.youtube.com/watch?v=mmM603QgRyg&t=26s https://www.youtube.com/watch?v=KGU1-ha7OJo&t=8s

Cachoeiro/Guaçuí/Vitória

https://www.youtube.com/watch?v=8NptDxFqEDY

Chile

https://www.youtube.com/watch?v=MK6l1ckLbrs&t=180s


Fonte: folhadoes.com

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.