Folha do ES
Qua, 8 de Abr
HECI Páscoa

Home   Esporte     Brasil


Renegociação de dívida pode dar salário de até R$ 1 mi a Robinho no Santos

Renegociação de dívida pode dar salário de até R$ 1 mi a Robinho no Santos

A pendência atualizada gira em torno de R$ 3,5 milhões e, a diretoria santista pretende dividir este valor em 10 vezes em uma proposta de renegociação.

  Por Redação

  09.março.2020 às 08:52

O Santos já negocia com Robinho e seu estafe para tentar sacramentar o retorno de seu ídolo para o meio deste ano no mercado da bola. O clube paulista pretende renegociar a dívida que a "diretoria antiga" deixou com o jogador para encaminhar o acerto.

A pendência atualizada gira em torno de R$ 3,5 milhões e, a diretoria santista pretende dividir este valor em 10 vezes em uma proposta de renegociação. Com isso, o ex-camisa 7 da Vila Belmiro receberia em dez parcelas de R$ 350 mil.

Caso o acordo seja aceito pelo estafe de Robinho, o jogador pode ganhar quase R$ 1 milhão por mês em seu retorno ao Santos — pelo menos nos dez primeiros meses de contrato. Isso porque o Santos planeja pagar salário fixo de R$ 500 mil mensais (somando CLT e direitos de imagem), além de produtividade.

Robinho pode somar a seu ordenado ao cumprir metas relacionadas a quantidade de jogos, gols e assistências, além de classificações para torneios e títulos do alvinegro praiano.

Vale destacar que só de salário e acordo de dívida, o "Rei das pedaladas", como é chamado na Vila Belmiro, já iniciaria a sua quarta passagem recebendo R$ 850 mil por mês.

Robinho tem salário muito maior do que este na Turquia e, por isso, a cúpula alvinegra não acredita que o jogador possa chegar antes do término de seu contrato com os turcos, no meio do ano.

O atacante, que hoje atua no Basaksehir, da Turquia, já avisou para a cúpula alvinegra que aceita ganhar menos do que pediu nas últimas negociações com o Santos na década passada —a demanda chegou a R$ 1 milhão só de salários. Desta vez, aceita chegar ganhando R$ 500 mil mensais, cifra que aumentaria com metas cumpridas e a dívida renegociada.

A diretoria santista está confiante na contratação para o meio do ano, pois já ouviu do jogador que ele quer voltar. Caso aceite o parcelamento da dívida existente, o negócio para o seu retorno pode emplacar de vez.


Fonte: Uol Noticias

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.