Folha do ES
Sex, 7 de Ago
30 anos da FOLHA DO ES

Home   Esporte     Espírito Santo


Jogador capixaba está entre os dez melhores do mundo no poker online

Jogador capixaba está entre os dez melhores do mundo no poker online

Brunno Botteon é um dos melhores do mundo no poker online. Foto: Divulgação

  Por Redação

  21.março.2020 às 11:11Atualizado em 21.março.2020 às 11:16

Embora a maioria dos torneios de poker ao vivo estejam sendo cancelados por conta da crise global de Coronavírus, o cenário digital segue a todo vapor. Diariamente, milhões são disputados em mesas e torneios pelo mundo todo sem que os jogadores precisem sair de casa.

Um dos países que mais revela bons nomes no ao vivo, o Brasil também é um celeiro de bons jogadores no circuito online, com milhares de competidores em sites de poker online como partypoker e outros especializados no esporte da mente. São 23 jogadores entre os 100 melhores do mundo, superando Reino Unido, Rússia e Estados Unidos como o país com mais representantes no top 100 no PocketFives, principal ranking de poker online do planeta.

E o melhor entre os brasileiros é do Espírito Santo: trata-se de Brunno Botteon. Conhecido nos sites pelo nickname de “bbotteon”, o jogador de apenas 24 anos é, atualmente, o número de 6 do ranking mundial, embora já tenha ocupado o quarto lugar, sua melhor colocação até hoje.

Para se ter uma ideia, sua “fortuna” digital, ou seja, o montante que ele já levou em competições de poker online supera a casa dos oito dígitos em reais: são US$ 2,4 milhões (mais de R$ 12,3 milhões).

Só neste mês, ele já embolsou mais de US$ 40 mil, participando de torneios como a Powerfest, organizada pela partypoker, que é um dos maiores campeonatos online do mundo e acontece até o final deste mês.

Mas foi em janeiro que Botteon “forrou”, ganhando mais de US$ 461 milhões no torneio Winter Series, as duas maiores premiações de sua carreira no poker online, o que lhe rendeu muitos pontos no ranking.

Ele também se destaca em torneios ao vivo. No ano passado, por exemplo, ficou em quarto lugar no High Roller da etapa carioca do World Series os Poker Circuit, faturando a premiação de US$ 85 mil.

Outro brasileiro no Top 10

Botteon não é o único jogador do Brasil a figurar entre os dez melhores do mundo quando o assunto é poker online. Outro que figura na lista, fechando o top 10, é Pedro Vinícius Garagnani. O jogador paranaense tem uma premiação total ainda maior que a do capixaba: são US$ 2,7 milhões (aproximadamente R$ 13,8 milhões).

Garagnani, ou “pvigar”, como é conhecido nas redes, vem se destacando na Powerfest e em outros torneios. A exemplo de Botteon, sua maior premiação também veio no Winter Series deste ano, quando faturou US$ 74 mil. Ele tem, ainda, resultados bastante consistentes no ao vivo, com uma premiação de carreira estimada em S$ 61 mil.

Estendendo para o top 20, mais dois brasileiros aparecem na lista: o catarinense Kelvin Kerber, que é o 17º colocado, e o paranaense Ramon Kropmanns, que é o 18º colocado.

Esses são apenas alguns casos de brasileiros que vivem – e muito bem – de poker online. O esporte da mente se tornou um dos mais rentáveis de todos e até por isso vem crescendo cada vez mais em número de praticantes.

Atual número 162 do ranking online, mas líder brasileiro no ranking da Global Poker Index quando o assunto é torneios ao vivo, o mineiro João Simão é um bom exemplo. Só em partidas online, de acordo com o PocketFives, o jogador da equipe partypoker já faturou mais de US$ 9 milhões.

É importante lembrar que o Brasil é uma das potências do World Championship of Online Poker (WCOOP), que é considerada a Copa do Mundo do Poker Online. Em 2019, o país conquistou 23 títulos e ficou atrás na classificação geral apenas de Rússia e Reino Unido, que empataram na liderança. Em 2018, o Brasil liderou o ranking, com os mesmos 23 títulos. Esses números mostram que o esporte está em franco crescimento no país.

Quem são os melhores do mundo?

O líder do ranking online da PocketFives é o sueco Niklas Astedt, popularmente conhecido no mundo do poker como “lena900”, que acumula mais de 10 mil pontos. Sua premiação total de carreira é estimada em nada menos que US$ 18,8 milhões.

Ele é seguido de perto pelo compatriota Johannes Korsar, o Greenstone25. O jogador de Estocolmo já faturou cerca de US$ 14,7 milhões.

O terceiro colocado vem da Bulgária. Conhecido como “fzzk”, tem seu nome desconhecido, mas uma fortuna bastante conhecida: US$ 4,5 milhões.

Completam o top 5 o britânico Patrick Leonard, o “pleno1”, que já ganhou mais de US$ 8,7 milhões, e o austríaco Joel “DeathbyQuads”, cuja premiação ultrapassa a marca de US$ 6,4 milhões.

Em comum, todos têm o fato de dedicarem horas de seu dia em torneios online, muito estudo de poker e, sobretudo, muita resiliência para lidar tanto com os ganhos quanto com as perdas que o esporte proporciona.


Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.