Folha do ES
Dom, 9 de Mai
Receitas

Home   Geral     Brasil


Polícial é morto por colegas após defender direito dos trabalhadores e protestar contra lockdown

Polícial é morto por colegas após defender direito dos trabalhadores e protestar contra lockdown

''Eu não vou mais prender trabalhador, não entrei na polícia para prender pai de família”, após protesto policial é morto por colegas

  Por Kimberlly Soares

  29.março.2021 às 09:21

O policial militar Wesley Soares Góes, que protestou na tarde deste domingo (28), na região do Farol da Barra, em Salvador (BA), morreu após ser baleado depois de mais de três horas de negociação com equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE).

A Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) afirmou que PM teve um “surto”. Wesley protestava em defesa dos trabalhadores que estão sem poder trabalhar e são reprimidos pelo governo.

Era noivo e trabalhava na 72ª CIPM havia pelo menos quatro anos. A família disse que Wesley Góes nunca tinha apresentado surtos. Durante o ocorrido, ele estava com o rosto pintado de verde e amarelo.

Após o PM ser alvejado, jornalistas foram alvos de tiros de borracha após tentativas dos policiais de afastarem os profissionais da imprensa do local.

Leia, abaixo, a nota da Polícia Militar:

A Polícia Militar lamenta profundamente o episódio que ocorreu neste domingo (28), no Farol da Barra, quando todos os esforços foram feitos por um final pacífico durante um possível surto de um PM. O Batalhão de Operações Policiais Especiais adotou protocolos de segurança e o policial militar ferido foi socorrido imediatamente pelo SAMU. A corporação tomou conhecimento ainda de um vídeo do momento em que a imprensa acompanha o fato e é interpelada por um policial militar. A instituição ressalta o respeito à liberdade de expressão e ao trabalho dos jornalistas. O fato será devidamente apurado”.




Fonte: Opinião ES

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.