Folha do ES
Dom, 15 de Dez

Home   Geral     Espírito Santo


Lutador morto em Marataízes exaltava o diabo em tatuagens

Lutador morto em Marataízes exaltava o diabo em tatuagens

No corpo de Makita, as tatuagens exaltando o "coisa ruim"

  Por Redação

  26.novembro.2019 às 18:05

O lutador de jiu-jitsu Geovani Pereira Teixeira, o Makita, de 33 anos, morto a pauladas na manhã desta terça-feira (26) no bairro Cidade Nova, em Marataízes-ES, exaltava o demônio em tatuagens pelo corpo.

No peito do rapaz estava escrito “Diabo” e nas costas, “Satanás”.

Geovani foi morto, conforme a Polícia, por pessoas próximas de sua família. Seus cunhados e o sogro da sua irmã são suspeitos do crime. Eles estão foragidos.

Makita, apelido que acabou recebendo após tentar cometer suicídio tentando cortar o pescoço com a ferramenta que leva o mesmo nome, foi preso na noite de segunda-feira (25), mas acabou sendo solto após pagamento de fiança, no valor de R$ 1 mil.

A Polícia Civil investiga o crime, mas sabe que a briga entre o rapaz e seus cunhados começou por causa de uma dívida, supostamente de drogas, e que isso tenha desencadeado todo o problema que culminou com o assassinato.


Fonte: Da Horaes

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2019 Folha do ES. Todos os direitos reservados.