Folha do ES
Qui, 4 de Jun
HOSPITAL EVANGÉLICO PRONTO ATENDIMENTO

Home   Geral     Espírito Santo


Deslizamento destrói parte de casa em Santo Antônio, em Vargem Alta

Deslizamento destrói parte de casa em Santo Antônio, em Vargem Alta

O fato ocorreu na tarde de sexta-feira (21), quando uma máquina do município cavava uma cratera no local

  Por Redação

  23.fevereiro.2020 às 11:55

Parte das pedras que ameaçavam rolar de um morro na comunidade de Santo Antônio, em Vargem Alta, desde o dia 18 de fevereiro, se desprendeu e rolou até atingir uma casa, danificando o imóvel.

O fato ocorreu na tarde de sexta-feira (21), quando uma máquina do município cavava uma cratera no local para que a pedra maior, que ainda corre o risco de rolar, pudesse ser arrastada até o buraco e acabar com o risco iminente do bloco se desprender e destruir as casas que estão abaixo.

As residência estão desocupadas há mais de um mês e as famílias, que estão alojadas em casas de parentes, ainda não sabem o que vão fazer, uma vez que a resposta do Poder Público para solucionar o problema é lenta e, aparentemente, ineficaz.

A casa atingida pelas pedras que rolaram é recém-construída e pertence a Marleci Geraldo Ramos da Silva, que está hospedada na casa de um parente, também na comunidade de Santo Antônio, mas longe da área de risco.

As pedras destruíram vários cômodos da casa, como banheiro, quarto e a caixa-d’água, além da varanda da casa de cima. Ao todo, dez pessoas moram nas residência que estão interditadas e, até o momento, não sabem o que fazer.

Uma das desalojadas é a senhora Jacira, de 84 anos, que está hospedada na casa de uma filha na comunidade de Boa Esperança. Ela espera que a situação possa ser resolvida o mais rápido possível para que consiga voltar para sua casa, onde viveu boa parte de sua vida e estão suas recordações.

Devido ao desprendimento de pedras menores, o serviço que a Prefeitura realizava no local foi suspenso durante o carnaval e a área sofrerá nova avaliação técnica para se tomar a decisão do que será feito, no intuito de se resolver o problema que se arrasta há mais de um mês sem solução.

O coordenador da Defesa Civil de Vargem Alta, Nilson Reis, se manifestou via rede social sobre o caso. Ele disse que a instituição foi quem interditou as residências devido ao risco de desprendimento das pedras, o que poderia colocar a vida das pessoas que moram no local em risco. Porém, ele não tinha conhecimento que uma máquina retroescavadeira do Município fazia serviços no local. “Há possibilidades de novos rolamentos de pedras, e devido às chuvas o risco aumenta, pois o terreno fica instável”, afirmou.

Após o período de carnaval, a reportagem do Da Hora ES vai procurar a Prefeitura de Vargem Alta para saber o que de concreto e qual o plano de trabalho está sendo realizado para resolver o problema, sem que as famílias que estão fora de suas residências sofram mais prejuízos.


Fonte: dahoraes

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.