Folha do ES
Qua, 8 de Abr
HECI Páscoa

Home   Geral     Espírito Santo


Sebrae dá dicas de como manter as vendas durante período de isolamento

Sebrae dá dicas de como manter as vendas durante período de isolamento

Melhorar a comunicação com clientes e promover horários flexíveis aos colaboradores são estratégias para diminuir os impactos nos pequenos negócios

  Por Redação

  26.março.2020 às 08:36

No dia 20 de março, o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, determinou o fechamento do comércio durante 15 dias. No entanto, os pequenos empresários precisam manter a renda e continuar empregando os funcionários, mesmo em isolamento.

Por isso, estratégias precisam ser adotadas para que os negócios se adaptem a essa nova realidade, como aponta o Sebrae.

Veja as orientações

  1. Para manter as vendas de produtos e serviços, os empresários têm que planejar formas alternativas de trabalho com os funcionários e de venda aos clientes. Conversar com a equipe sobre novos horários, questões de segurança e mudanças no atendimento. Organizar entrega a domicílio, por exemplo, pode ser uma forma de mobilizar a equipe, delegar novas funções e otimizar o negócio. O garçom, por exemplo, que antes trabalhava no salão de um restaurante, pode passar a dar suporte às entregas em domicílio.
  2. Depois, os clientes também precisam ser comunicados destas decisões. É necessário divulgar os novos horários de atendimento, entregas de pedidos ou serviços de delivery.
  3. Os clientes também deve ser comunicados sobre os cuidados que o negócio está adotando para evitar a contaminação pelo novo coronavirus, como uso de detergentes, limpezas frequentes e possibilidade de atendimentos exclusivos.
  4. E, por falar em cliente, é fundamental que diante dessa realidade, o negócio se aproxime dele. O Sebrae recomenda agregar valor ao produto, oferecer serviços em casa, amostras grátis e pequenos mimos ao consumidor.
  5. Outra dica do Sebrae é divulgar os produtos online, nas redes sociais. Além disso, fazer ofertas específicas por estes canais é uma forma de agradar os clientes. E os funcionários devem ajudar nesse trabalho, atuando como “consultores” da marca no ambiente digital.
  6. Por fim, é importante lembrar que a previsão dos impactos da pandemia é de quatro meses. O conselho do Sebrae é de que o empresário use esse tempo para rever o negócio e planejar o futuro. Por exemplo: ao invés de reduzir o número de funcionários, o empresário pode estimulá-los em novas funções. Eles podem, também, ajudar no aprimoramento de produtos.
  7. Mudanças de comportamentos e novos hábitos dos clientes devem ser avaliados, para que os bens e serviços sejam adaptados a eles. A crise pode virar uma importante oportunidade de inovar e ousar no seu negócio.

Fonte: G1

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.