Folha do ES
Seg, 8 de Mar

Home   Geral     Espírito Santo


Crise na Santa Casa de Cachoeiro; trabalhadores com salário atrasado podem entrar em greve

Crise na Santa Casa de Cachoeiro; trabalhadores com salário atrasado podem entrar em greve

Os vencimentos referentes ao mês de dezembro estão atrasados

  Por Leandro Bettecher

  15.janeiro.2021 às 16:45

Sem salário e em condições de trabalho estafantes, funcionários do Hospital Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim, podem entrar em greve nos próximos dias. Eles estão sem pagamento do salário referente ao mês de dezembro. Há também queixas de falta de equipamentos de proteção individual e na redução de funcionários.

Segundo uma funcionária que entrou em contato com nossa redação e preferiu não se identificar, a situação é caótica; “Na quarta-feira (13) a chefia imediata fez uma reunião com gente em nosso plantão, informando que não tinha dinheiro para pagar os nossos salários e não havia previsão de quando pagaria. Estamos com sobrecarga de serviço, o quadro de funcionários está muito reduzido. E nesse período estamos sofrendo muito assédio moral. Não adianta chamar a gente de herói e nos largar no meio disso tudo a própria sorte. Estamos sacrificando nossas vidas e com risco de contaminar familiares e amigos, para no fim, não ter condições de por comida em nossa mesa.”

Nota do Sindicato

O Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Sul do Estado do Espírito Santo, vem tentando resolver as demandas dos trabalhadores quanto à atrasos de pagamentos e de equipamentos adequados para o protocolo de proteção ao COVID-19. No entanto, está encontrando dificuldades, principalmente quanto aos pagamentos em dia. Foi realizada reunião com o setor administrativo da Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro no dia 29/12/2020 e vistoria neste mesmo dia. Foi relatado pela direção da instituição as dificuldades financeiras e a expectativa de conseguirem um empréstimo na Caixa Econômica para quitarem as dívidas com os trabalhadores. Ocorre que os trabalhadores estão exaustos por causa da pandemia, trabalhando muito mais e as dívidas pessoais acumulando. O Sindicato seguirá os trâmites legais da Lei da Greve e caso a situação calamitosa permaneça, estará organizando a paralisação junto com os trabalhadores.

Sindicato realizando inspeção

Tentamos contato com a Santa Casa através do telefone da Assessoria de Comunicação e Marketing e não conseguimos falar com ninguém.


Fonte: Opiniões ES

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.