Folha do ES
Ter, 28 de Set
HECI

Home   Geral     Espírito Santo


Pastor tentou comprar provas para proteger Samuel Mariano

Pastor tentou comprar provas para proteger Samuel Mariano

A denúncia foi feita por uma fiel da AD Brás Paraíba em um áudio vazado nas redes sociais.

  Por Raphael Gomes de Souza

  02.julho.2021 às 11:13

O pastor Júnior Feitosa, vice presidente da AD Brás Paraíba, foi citado em um áudio comprometedor que circulou nas redes sociais nesta quinta-feira (01).

Uma fiel da AD Brás Paraíba, que se identifica como vice coordenadora, afirma que o pastor Júnior Feitosa ofereceu 10 mil reais e um carro para destruir os prints de fotos e conversas que comprometem o cantor Samuel Mariano.

De acordo com a mulher, o pastor Júnior, que é responsável pela AD Brás do bairro das Indústrias, ligou para o marido traído dela oferecendo a propina.

A denúncia comprova que há uma “blindagem” da cúpula da AD Brás que protege o cantor gospel que, de acordo com denúncias, tem envolvimento com várias mulheres.

Vale destacar que, o artista chegou a ser disciplinado enquanto fazia parte da Assembleia de Deus Missão em Pernambuco, e migrou para Alagoas, onde em 2018, veio a tona nudes do cantor que correu para os pés de Samuel Ferreira antes de ser afastado pelo Conselho de Ética da AD Missão em Alagoas.

Na AD Brás, o cantor foi recebido como um “herói” da fé, e em poucos meses, foi consagrado pastor e ganhou a presidência da Paraíba.

O seu atual vice, Júnior Feitosa, até publicou um post em sua rede social, defendendo o “chefe” e o enchendo de elogios.

Mesmo com as denúncias e as provas de adultério contra Mariano, ele segue cumprindo agendas normalmente na denominação, e estará no Abala Alagoas que terá início no próximo domingo (4).




Fonte: Folha do ES

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.