Folha do ES
Ter, 4 de Out
Nova logo da LEIA Pesquisa

Home   Geral     Mundo


“Intolerável”, diz presidente português após ataque a filhos de Ewbank

“Intolerável”, diz presidente português após ataque a filhos de Ewbank

Os filhos dos atores Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso foram vítimas de ataques racistas em clube durante viagem a Portugal

  Por Redação

  01.agosto.2022 às 16:26

Após o episódio de ataques racistas contra os filhos dos atores Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso, o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, emitiu um pronunciamento oficial condenando o crime cometido por uma cidadã portuguesa no sábado (30/7).

O governante defendeu que práticas de racismo e xenofobia são “condenáveis e intoleráveis”, bem como devem ser devidamente punidas, “seja qual for a vítima”.

“Não vale a pena negar que há, infelizmente, setores racistas e xenófobos entre nós, mas não se pode, nem deve, generalizar, pois o comportamento da sociedade portuguesa é, em regra, respeitador dos direitos fundamentais e da dignidade da pessoa humana”, diz o comunicado.

O chefe de governo ressaltou, ainda, que a sociedade portuguesa é constituída por pessoas das mais variadas origens, e que não há “portugueses puros”.

“Somos todos descendentes de culturas, civilizações e origens muito diversas. Somos todos transmigrantes, todos temos familiares e amigos que vivem ou viveram fora do quadro geográfico físico de um país; tal como tantos que aqui encontram uma melhor vida. E todos somos Portugal.

Entenda

A atriz Giovanna Ewbank saiu em defesa dos filhos após as crianças serem vítimas de um ataque racista em um badalado bar e restaurante em Portugal, no sábado (30). Uma mulher portuguesa teria chamado Titi, de 9 anos, e Bless, 7, além de outras 15 pessoas negras, de “pretos imundos”.


Fonte: Metrópoles

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.