Folha do ES
Sáb, 5 de Dez

Home   Geral     Mundo


Urgente: Cientistas alertam para nova pandemia mais mortífera; O vírus evoluiu ?

Urgente: Cientistas alertam para nova pandemia mais mortífera; O vírus evoluiu ?

  Por João Paulo Rosa

  09.outubro.2020 às 14:45

Cientistas alertam para o risco de uma nova pandemia ainda masi mortífera. De acordo com os cientistas o risco é eminente e algo precisa ser feito de para evitar que isso ocorra. O alerta foi públicado na revista médica JAMA Network Open, publicação cientifica vinculada à American Medical.

De acordo com os cientistas o descaso com que muitas autoridades tem tratado o assunto é a maior preocupação. Segundo apontado no estudo pelo Dr. Jeremy Faust, as consequências podem ser iguias ou mais devastadoras que a pandemia de 1918 da gripe espanhola.

Cientistas alertam para nova pandemia mais mortífera

De acordo com o apontado no estudo a próxima pandemia poderá ser muito mais mortífera que a causada pela gripe espanhola. Tudo vai depender de como as autoridades estão combatendo o novocoronavírus neste momento.

Conforme apontou o estudo, a flexibilização quando não monitorada da maneira correta trás riscos para uma mutação mais forte ou o surgimento de um novo vírus. Segundo os pesquisadores a pandemia ainda está longe de acabar.

Se tratada de forma insuficiente, a infecção por SARS-CoV-2 pode ter mortalidade comparável ou maior do que a infecção pelo vírus da influenza H1N1 de 1918”, escreveu Faust no artigo. Ele é médico do Brigham and Women’s Hospital e instrutor da Escola de Medicina da Universidade de Harvard.

De acordo com o defendido pelos cientistas, muitos governos estão se precepitando em liberar atividades com grandes aglomerações de pessoas. Mas apesar do tom pensimista, os cientistas afirmam que a pandemia causada pelo novocoronavírus trouxe novos rumos ara a cincia.


Fonte: Brasil acontece

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.