Folha do ES
Qua, 8 de Abr
HECI Páscoa

Home   Judiciário     Brasil


UFRJ investigará trote em que caloura foi pintada de preto e vestida como garçonete

UFRJ investigará trote em que caloura foi pintada de preto e vestida como garçonete

  Por Redação

  07.março.2020 às 14:29Atualizado em 07.março.2020 às 14:39

A direção da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em Macaé anunciou nesta sexta-feira que vai investigar o trote acusado de racismo que aconteceu no campus no dia anterior. Uma caloura de Engenharia foi pintada de tinta preta e vestida como garçonete.

Imagens da estudante no episódio foram publicadas nas redes sociais e provocaram uma enxurrada de duras críticas aos envolvidos, destacando que o que fizeram chama-se "black face", uma prática racista bastante conhecida, em que pessoas de pele clara são maquiadas de preto e retratadas de forma estereotipada.

Durante o período da investigação, os alunos não poderão realizar trotes nas dependências do campus em Macaé. A universidade disse que, no início desta semana, foi divulgada uma campanha para impedir o trote violento ou vexatório, ressaltando que "condutas de caráter racista, homofóbico, sexista ou que configure qualquer tipo de discriminação serão severamente punidas".


Fonte: folhadoes.com

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.