Folha do ES
Dom, 7 de Ago
32 ANOS DA FOLHA DO ES

Home   Judiciário     Brasil


Ministro do STJ novamente proíbe shows de pagodeiros e sertanejos

Ministro do STJ novamente proíbe shows de pagodeiros e sertanejos

Essa é a segunda vez que o STJ ordena a suspensão dos gastos com shows de artistas nacionais, na festa promovida pelo prefeito José Claudenor, o vulgo “Sabugo”, que gastou mais de R$ 700 mil nos shows de Bruno & Marrone e do grupo de pagode Sorriso Maroto.

  Por Redação

  19.junho.2022 às 12:30Atualizado em 19.junho.2022 às 12:32

O Superior Tribunal de Justiça (STJ), ordenou novamente a suspensão dos shows de artistas nacionais na Festa do Cacau, localizado no município de Urucurituba, interior do Amazonas.

Essa é a segunda vez que o STJ ordena a suspensão dos gastos com shows de artistas nacionais, na festa promovida pelo prefeito José Claudenor, o vulgo “Sabugo”, que gastou mais de R$ 700 mil nos shows de Bruno & Marrone e do grupo de pagode Sorriso Maroto.

Sabugo desobedeceu a primeira ordem expedida pelo ministro Humberto Martins, presidente do STJ, que já havia proibido o show dos sertanejos no município, mas ocorreu mesmo contra a vontade da justiça.

A desculpa do prefeito Sabugo era de que um empresário iria bancar os valores do show, então o ministro Humberto, solicitou que o Ministério Público Estadual e Federal (MP-AM e MPF) além do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), que investigassem os gastos referentes aos shows dos artistas locais.

Agora o ministro novamente proíbe o show dos pagodeiros do Sorriso Maroto, que já até deixaram a cidade devido a decisão judicial.

Agora Sabugo vai ter de explicar a justiça como foi pago o show de Bruno & Marrone, além de ter desobedecido uma decisão do Superior Tribunal de Justiça, que já havia proibido o show.


Fonte: O abutre

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.