Folha do ES
Qua, 22 de Jan
ALERTA CHUVA ES

Home   Judiciário     Espírito Santo


Médico quebra computador após ataque de fúria em clínica para renovação de CNH

Médico quebra computador após ataque de fúria em clínica para renovação de CNH

Funcionários disseram que ele quebrou um computador após se irritar porque haviam pedido que ele estivesse com um celular com internet. Defesa disse que ele nega o dano ao patrimônio.

  Por Redação

  08.janeiro.2020 às 11:19Atualizado em 08.janeiro.2020 às 13:11

Um médico de 72 anos teve um ataque de fúria em uma clínica para renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), em Campo Grande, Cariacica, nesta quarta-feira (8). Funcionários que registraram a ocorrência disseram que ele quebrou um computador após se irritar porque haviam pedido que ele estivesse com um celular com internet. A defesa disse que ele nega o dano ao patrimônio.

O médico é Aurédio José Couto. Um vídeo que foi gravado na clínica mostra os momentos depois de ele quebrar o monitor e o teclado do computador. Ele alegou que foi mal atendido na clínica credenciada pelo Detran.

Funcionários disseram em depoimento que o médico ficou irritado porque foi exigido que ele tivesse um celular com internet para a renovação da CNH. Ele bateu com o próprio aparelho na mesa da atendente e, depois, fez um movimento brusco com o braço, acertando o computador da empresa, quebrando um monitor e um teclado.

Na delegacia, testemunhas contaram também que o médico chegou a desmaiar e precisou ser atendido antes de prestar depoimento.

Segundo o advogado que está respondendo pelo médico nesse caso, Aurédio José Couto contou que ficou irritado porque não orientaram ele direito sobre o que deveria fazer para renovar a habilitação.

"O que falta, às vezes, é instrução das pessoas para explicar 'senhor, precisamos de um smartphone que tenha acesso a internet', não apenas pedir um telefone. Hoje em dia é normal, porque todo mundo tem como telefone um smartphone, mas para um senhor de 72 anos, presume-se que ele não tenha um telefone com acesso à internet", disse.

Ele disse que o médico nega as agressões. "Ele nega, categoricamente, que tenha tentado lesionar cada um dos funcionários, muito menos quebrado monitor, teclado ou qualquer outro objeto que estivesse na agência", contou.

Aurédio é médico servidor municipal de Cariacica. A prefeitura informou que ainda não foi comunicada oficialmente sobre o que aconteceu na clínica.

Após o registro do caso, a Polícia Civil decidiu que o médico vai responder em liberdade por dano e tentativa de lesão corporal.

Não é a primeira vez que o médico tem um ataque de fúria. Em maio de 2018, ele quebrou vários móveis e jogou objetos e documentos no chão de uma unidade de saúde de Jardim América. Na época, testemunhas contaram que ele queria uma sala para atender os pacientes.

Aurédio José Couto já foi secretário de saúde de Cariacica e vereador do município. É o servidor da área da saúde mais antigo do município e trabalha desde 1971 na cidade.

Após o ataque de fúria de maio de 2018, o médico foi afastado, mas voltou a trabalhar no mesmo lugar.


Fonte: G1

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.