Folha do ES
Ter, 17 de Set
NOTA FISCAL SETEMBRO KENNEDY

Home     Judiciário


Justiça nega pedido de liberdade de advogada presa em operação no ES

Justiça nega pedido de liberdade de advogada presa em operação no ES

Ela é acusada de repassar recados, com conteúdo criminoso, de seus clientes presos para bandidos em liberdade. Outra advogada também está presa

  Por Redaçao

  24.agosto.2019 às 10:11

A Justiça negou o pedido de liberdade feito pelos advogado de defesa de Luezes Markelle da Silva Rocha Izoton, presa na terça-feira (20), acusada de repassar recados, com conteúdo criminoso, de seus clientes presos para bandidos em liberdade.

Além de Luezes, foi presa a também advogada Gabriella Ramos Acker. Ambas foram detidas durante a Operação Ponto Cego realizada pelo Núcleo de Repressão à Organizações Criminosos (Nuroc). Desde então, as duas estão no Complexo Penitenciário Feminino de Cariacica.

A decisão de manutenção da prisão preventiva foi dada pelo desembargador do Tribunal de Justiça, Adalto Dias Tristão, nesta quinta-feira (23). O desembargador pontuou na decisão que “a materialidade delitiva e os indícios suficientes de autoria se mostram presentes” e também que, com base nas investigações, “em tese, a paciente (Luezes) se valia de visitas aos clientes presos para anotar recados ou permiti-los, com conteúdo criminoso, para os transmitirem a terceiros e assim possibilitar a continuidade de ações delitivas”.

A advogada Luezes está presa em cumprimento a mandado de prisão preventiva em decorrência de diversos crimes, entre eles: associação para o tráfico de drogas, por colaborar como informante com grupo criminoso e promover ou integrar organização criminosa.


Fonte: G 1

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2019 Folha do ES. Todos os direitos reservados.