Folha do ES
Dom, 7 de Ago
32 ANOS DA FOLHA DO ES

Home   Polícia     Brasil


Mulheres farão protesto no DF após motorista de app denunciar estupro

Mulheres farão protesto no DF após motorista de app denunciar estupro

Mulheres que trabalham como motoristas de aplicativo e grupos de profissionais da categoria realizam ato na tarde desta segunda, na Funarte.

  Por redação

  27.junho.2022 às 11:50

Após um homem ser preso suspeito de estuprar uma motorista de aplicativo no Distrito Federal, grupos de profissionais da categoria farão uma manifestação, na tarde desta segunda-feira (27/6), para pedir maior segurança às mulheres motoristas. O protesto será às 14h, entre a Funarte e a Torre de TV.

De acordo com Manoel Scooby, representante do Movimento dos Motoristas, apenas mulheres vão se pronunciar nos carros de som durante o ato. Uma das participantes da manifestação será Adriana Andrade, 50 anos. Ela trabalha na categoria há dois anos e meio e conta que a insegurança está sempre presente.

“A gente passa todos os dias [por alguma situação de insegurança]. Todo dia pela manhã, eu saio de casa pedindo proteção a Deus”, comenta.

De acordo com ela, a pauta da manifestação é “SOS Mulheres”. “Queremos mais segurança, mais olhar da polícia e dos políticos para a gente”, reforça.

Entenda o caso

Uma motorista de aplicativo, de 41 anos, afirma ter sido estuprada por um passageiro na noite de sexta-feira (24/6). Segundo a mulher, o ato ocorreu após o suspeito embarcar no veículo dela, no Setor Central do Gama, no Distrito Federal.

Às autoridades a motorista detalhou que, na altura do BRT do Gama, o passageiro anunciou um assalto, pulou para o banco da frente e a mandou seguir em direção à região da Marinha, na DF-001. Ao parar em um setor de chácaras próximo a São Sebastião, no entanto, a ameaçou de morte e a violentou.

Após o estupro, o suspeito teria assumido a direção do veículo e seguido para o Riacho Fundo 2. Ao visualizar um local com aglomeração de pessoas, a mulher realizou a primeira tentativa de saltar do carro, mas foi puxada pelo suspeito.

Na segunda chance, a vítima abriu a porta, pulou do carro e gritou por ajuda. Com a queda, ela feriu mãos, braços e pés.

Segundo a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), o suspeito, preso em flagrante, foi encaminhado para a 27ª Delegacia de Polícia (Recanto das Emas) e, no local, negou o abuso. De acordo com o homem, a mulher e ele se encontraram em uma distribuidora de bebidas e combinaram de ir para um motel, em Taguatinga, mas, no meio do caminho, “ela surtou”, segundo o suspeito.

A vítima contou que, além do estupro, o homem roubou R$ 20 que ela tinha na carteira. Ao revistarem o homem os policiais encontraram o dinheiro indicado.

A mulher foi encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML) para exame de corpo de delito. O suspeito acabou preso em flagrante por roubo qualificado, pela restrição da liberdade da vítima e por estupro.


Fonte: Metrópoles

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.