Folha do ES
Sáb, 17 de Ago

Home   Polícia     Espírito Santo


Operação na Santa Casa de Guaçui prende vários por corrupção

Operação na Santa Casa de Guaçui prende vários por corrupção

A operação da GAEGO pelo MPES aconteceu pela manha e a FOLHA já tinha denunciado desvios de recursos do hospital por uma quadrilha

  Por Jackson Rangel Vieira

  07.maio.2019 às 09:12Atualizado em 07.maio.2019 às 16:57

O Grupo de Operações Especiais de Combate à Corrupção (GAEGO) invadiu pela manha a Santa Casa de Misericórdia de Guaçui-ES e prendeu várias pessoas envolvidas em desvios de recursos, fraudes e formação de quadrilha. O Portal da FOLHA DO ES denunciou no início do ano as mazelas ocorridas no hospital e foi contestado pela diretoria atual. O resultado é lastimável para o povo da cidade.

Em princípio, o PORTAL tem informação das prisões dos médicos Sabatine, Renato Pinho, José Areal,Carlinhos Boi e seus dois filhos; José Candinha e Valdir. Estão foragidos o vereador Valmir Santiago, Jeová e Denis estariam foragidos. Os nomes estão incompletos poque a FOLHA está confirmando e completará os detalhes a qualquer momento.

MANDATO DE PRISÃO PREVENTIVA:

Carlinho boi, Victor Almeida, Eduardo Almeida, José areal, Renato Pinho e Waldir Aguiar filho. Não encontraram: Daniel sabatine, Denis Vaz, Hélio ferraz filho, Jeová Guimarães e Valmir Santiago. Agora o MP quer saber quem passou informações para os mesmo fugirem.

Ele desviavam recursos de convênios com o Estado por meio de terceirização de serviços.

+ UTI da Santa Casa de Guaçui sofre intervenção em meio a escândalo

+ Santa Casa de Guaçui emite nota oficial sobre UTI e culpa a FOLHA

Aguarde mais detalhes a qualquer instante.

NOTA OFICIAL DA SANTA CASA DE GUAÇUI

“Em virtude das notícias veiculadas na imprensa sobre a operação ocorrida na manhã desta terça-feira (07), no município de Guaçuí, a Santa Casa de Misericórdia vem a público esclarecer os seguintes pontos:

Ao longo dos 67 anos de história, a Santa Casa de Misericórdia de Guaçuí presa pela humanização e acolhimento do paciente, tendo em seu quadro de funcionários técnicos, enfermeiros, assistentes sociais, fisioterapeutas e médicos extremamente capacitados;

A operação ocorrida na manhã de hoje é uma ação do Ministério Público Estadual e corre em segredo de jusça;

A Santa Casa informa que está colaborando com a investigação e é a maior interessada em encontrar soluções para o impasse;

Informamos à população que a prestação de serviços em nada será prejudicada mantendo todas os seus atendimentos (consultas, exames, entre outros) serão mandos normalmente; Estamos à disposição para quaisquer informações adicionais”.


Fonte: folhadoes.com

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2019 Folha do ES. Todos os direitos reservados.