Folha do ES
Sex, 21 de Fev
Debate Eleições 2020

Home   Polícia     Espírito Santo


Traficante Vovozona é alvo de emboscada e seu “braço direito” é morto

Traficante Vovozona é alvo de emboscada e seu “braço direito” é morto

  Por Redação

  04.fevereiro.2020 às 16:40Atualizado em 04.fevereiro.2020 às 17:33

O traficante Felipe Lacerda Gomes, de 28 anos, morreu na manhã de segunda-feira (03) vítima de ferimentos a bala. Ele estava internado na Santa Casa de Cachoeiro de Itapemirim, juntamente de seu chefe, o também traficante Eduardo Pinto Batista, mais conhecido pelo apelido de Vovozona, que está internado em estado grave no mesmo hospital.

Vovozona e Felipe foram alvos de uma emboscada na localidade de Santa Helena, próximo a Palmital, no município de Itapemirim, na noite de domingo (02), quando a dupla foi alvo de muitos tiros, efetuados por homens que estavam num veículo Toyota Corolla, de cor preta.

Os dois foram socorridos para o hospital de Rio Novo do Sul, de onde foram encaminhados para a Santa Casa de Cachoeiro. Para desviarem a atenção da Polícia, Vovozona é Felipe passaram nomes falsos, mas foram descobertos pelos policiais.

A suspeita é que a emboscada contra Vovozona e seu braço direito no tráfico, Felipe, tenha sido orquestrada pelos irmãos traficantes Germano e Chambinho, que reassumiram o controle do tráfico no bairro Valão, em Cachoeiro de Itapemirim, e são rivais do grupo de Vovozona.

Os dois grupos rivais convivem em constante pé de guerra pelo controle da ação criminosa no bairro Valão, o que piorou à partir de dezembro do ano passado, com diversos tiroteios e até mortes no bairro.

Até a conclusão desta reportagem, Vovozona, que foi atingido por oito tiros, continua internado em estado grave na Santa Casa de Cachoeiro


Fonte: dahoraes

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.