Folha do ES
Qua, 5 de Ago
30 anos da FOLHA DO ES

Home   Polícia     Espírito Santo


Fernando Cabeção, condenado pela morte do juiz Alexandre Martins Filho, é executado

Fernando Cabeção, condenado pela morte do juiz Alexandre Martins Filho, é executado

Ele estava no banco do carona de uma BMW, que foi cercada por um carro e uma moto na subida da Terceira Ponte

  Por Yasmin Silva

  28.junho.2020 às 20:22Atualizado em 28.junho.2020 às 20:56

Condenado pela morte do juiz Alexandre Martins de Castro Filho, em 2003, Fernando de Oliveira Reis, o Fernando Cabeção, 42 anos, foi executado no final da tarde deste domingo (28) quando estava de carro em Vila Velha. Ele estava no banco do carona de uma BMW, que era dirigida por sua mulher.

De acordo com informações apuradas no local do assassinato, um carro e uma moto fecharam a BMW, quando o veículo parou em um semáforo na subida da Terceira Ponte, sentido Vitória. O bandido que estava no carro – que seria um Voyage prata - começou a atirar na direção de Cabeção, que estava no banco do carona.

Testemunhas disseram que ouviram entre 10 e 15 tiros. A mulher dele, que não teve o nome divulgado, foi atingida pelos disparos, mas sofreu algumas lesões por causa dos estilhados do vidro.

Segundo informações iniciais da polícia, Fernando Cabeção estaria envolvido em um assassinato que teria ocorrido na manhã deste domingo no bairro Divino Espírito Santo, em Vila Velha.

Parentes de Fernando Cabeção estiveram no local do assassinato e investigadores estão apurando as circunstâncias do caso. A mulher do condenado pela morte do juiz permaneceu no local por alguns minutos, mas foi retirada em seguida. Ela estaria em estado de choque.

Além do envolvimento na morte do juiz, Fernando Cabeção era apontado pela polícia como líder de uma facção criminosa no bairro Guaranhus, em Vila Velha.


Fonte: Site Linhares

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Folha do ES. Todos os direitos reservados.