Folha do ES
Ter, 28 de Set
HECI

Home   Polícia     Espírito Santo


Criminosos invadem loja, rendem funcionários e roubam mercadorias no ES

Criminosos invadem loja, rendem funcionários e roubam mercadorias no ES

Assalto aconteceu na tarde desta quinta-feira (22) no bairro Feu Rosa, na Serra

  Por Julia Mothé

  23.julho.2021 às 14:02

Um assaltante invadiu uma loja, rendeu uma funcionária e roubou mercadorias do estabelecimento no bairro Feu Rosa, na Serra, na Grande Vitória.

O crime aconteceu na tarde desta quinta-feira (22) e foi registrado pela câmera de segurança do local. Mesmo em plena luz do dia e com a rua movimentada, o criminoso entrou na loja, anunciou o assalto e mostrou a arma para a funcionária.

Em seguida, ele procurou o celular na cintura da vendedora. Como não encontrou nada, o homem levou a jovem até a cozinha e a amarrou utilizando um pano de prato.

Após render a funcionária, o assaltante voltou ao caixa da loja para pegar o dinheiro. Ele também encheu uma mochila, que pertencia à própria loja, com vários bonés que eram vendidos no estabelecimento, além dos relógios que estavam na vitrine e bijuterias.

De acordo com o dono da loja, Fábio Zonta dos Santos, antes de ir embora levando toda a mercadoria, o assaltante chegou a dispensar clientes que chegaram ao local para dar continuidade ao roubo.

Fábio calcula que o prejuízo deixado pelo assaltante seja de R$ 1.200. O comerciante diz que nem havia pagado os relógios que estavam expostos na vitrine.

Dono de loja há mais de 15 anos, Fábio vem enfrentando mais dificuldades ao longo da pandemia da Covid-19. Ele, que já chegou a ter quatro lojas, precisou fechar duas. E a insegurança piorou a situação econômica.

"A gente não pode viver nessa situação. Em plena pandemia já está sendo difícil trabalhar e você ainda ser assaltado fica complicado. Minha funcionária está aterrorizada, falou que não quer trabalhar mais. Ela fica desempregada, eu tenho que assumir minha loja hoje e até quando isso vai continuar?", questionou.

O comerciante considera o policiamento na região insuficiente para garantir a segurança.

"Nós temos um batalhão da PM em Feu Rosa, mas a polícia não circula como deveria. [Após o assalto] Veio uma viatura até o local, conversaram com a funcionária, mas não me deram retorno nenhum. Depois eu liguei falando que tinha o vídeo, se eles tinham interesse pelo vídeo, mas ninguém apareceu", disse.

Em nota, a Polícia Militar orientou que, quando não há detidos no momento do fato, é necessário que a vítima registre a ocorrência em uma delegacia para que o caso seja investigado pela Polícia Civil.

A instituição disse também que atua com policiamento ostensivo diariamente em toda a região de Feu Rosa, além de fazer patrulhamento preventivo 24 horas por dia e outras ações.

"No entanto, vale ressaltar que a impossibilidade da onipresença policial abre brechas para que indivíduos motivados à prática criminal atuem diante de oportunidades. Por isso, a PM reforça que conta sempre com a participação da população, e está sempre a disposição quando acionada imediatamente em casos de suspeita ou ocorrência de crime em andamento, através do Ciodes (190)", disse a PM.


Fonte: G1

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.