Folha do ES
Sáb, 19 de Jun
Receitas

Home     Polícia


Homem mata ex-mulher a tiros e comete suicídio na frente dos filhos

Homem mata ex-mulher a tiros e comete suicídio na frente dos filhos

Corpo da vítima foi encontrado na cozinha do apartamento. Mulher deixa dois filhos, uma menina de 6 anos e um menino de 2 anos, que teriam presenciado o crime; caso foi registrado como feminicídio

  Por Julia Mothé

  23.maio.2021 às 10:12Atualizado em 23.maio.2021 às 17:51

Uma mulher de 32 anos foi morta a tiros no apartamento onde vivia em um condomínio no Jardim do Lago, em Campinas (SP), na noite desta sexta-feira (21). O ex-companheiro dela cometeu o crime e se matou em seguida, segundo a Polícia Civil.

A Polícia Militar (PM) foi acionada e, quando chegou ao local, encontrou o corpo da mulher, chamada Adriele Nascimento, no chão da cozinha. Em seguida, os policiais localizaram no quarto o ex-companheiro, identificado com Vanilson Alves Santos, também baleado e morto.

Segundo a apuração da reportagem da EPTV, a família do homem afirma que o casal estava separado havia cerca de dois meses e que Santos já não vivia mais na casa da vítima. Já um primo de Adriele relatou que, há uma semana, os dois estavam juntos. Adriele deixa dois filhos, uma menina de 6 anos e um menino de 2.

As crianças estavam sob os cuidados da uma tia quando os policiais chegaram. Segundo a família da mulher, elas presenciaram o crime.

Homem tinha arma

Santos trabalhava como vigilante e possuía uma arma. Horas antes do crime, o homem esteve em um bar, onde conversou com um amigo e aparentava ser bem. No local, comprou a comida que seria o jantar da família.

A arma utilizada no crime estava próximo aos pés do homem e foi apreendida, assim como dois estojos, um coldre, um projétil e os celulares do casal, informou a Secretaria de Segurança Pública (SSP).

O crime foi registrado como homicídio qualificado (feminicídio) e suicídio na 2º Delegacia Seccional de Campinas. A ocorrência será investigada pelo 2º Distrito Policial.

A polícia pediu exames periciais ao Instituto de Criminalística (IC) e para o Instituto Médico Legal (IML). Os corpos foram levados para o IML.


Fonte: Vale do Itaúnas

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.