Folha do ES
Seg, 21 de Jan

Home   Política     Brasil


MP de Bolsonaro exclui LGBTs de políticas de Direitos Humanos

MP de Bolsonaro exclui LGBTs de políticas de Direitos Humanos

Pasta da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, comandada pela ministra Damares Alves, não terá ações para garantir direitos homoafetivos

  Por Redação

  02.janeiro.2019 às 16:11Atualizado em 02.janeiro.2019 às 16:18

A Medida Provisória 870, primeira assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), retirou da política de Direitos Humanos a ser implementada pelo novo governo todas as ações destinadas à garantia de direitos de gays, lésbicas, bissexuais, transexuais e demais grupos LGBTs.

O novo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, comandado pela ministra Damares Alves, não terá uma estrutura específica para a comunidade, como havia na pasta de Direitos Humanos. A MP foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).

A medida assinada por Bolsonaro expõe as mudanças na estrutura dos ministérios. Após as novas definições, nas diretrizes destinadas à promoção dos direitos humanos estão incluídos explicitamente as “mulheres, criança e adolescente, juventude, idoso, pessoa com deficiência, população negra, minorias étnicas e sociais e Índio”.

A pasta de Damares deixou de abrigar a comunidade LGBT, que antes era citada na estrutura da Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa.


Fonte: Metropoles

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2019 Folha do ES. Todos os direitos reservados.