Folha do ES
Dom, 14 de Ago
Receitas cofril

Home   Política     Brasil


Bolsonaro aponta vitória da esquerda no Brasil após eleições da Colômbia

Bolsonaro aponta vitória da esquerda no Brasil após eleições da Colômbia

Bolsonaro enviou mensagem sobre vitória da esquerda na Colômbia e perguntou se Brasil será o próximo

  Por Redação

  21.junho.2022 às 10:41

O presidente Jair Bolsonaro (PL) enviou mensagem em uma lista de transmissão que mantém no WhatsApp em que comenta o resultado das eleições na Colômbia. O candidato da esquerda, Gustavo Petro, foi eleito presidente no domingo com 50,44% dos votos.

Em silêncio publicamente, Bolsonaro encaminhou por mensagem a um grupo restrito reportagem da BBC News Brasil que tinha o título "Ex-guerrilheiro vence eleição na Colômbia e será primeiro presidente de esquerda do país".

Abaixo da foto, Bolsonaro escreveu: "Cuba... Venezuela... Argentina... Chile ... Colômbia... Brasil???", numa referência ao fato de a esquerda, com Lula (PT), ter chance de voltar ao poder no país.

De acordo com ministros e interlocutores de Bolsonaro, ele chamou a atenção também para a alta abstenção da eleição colombiana. O voto não é obrigatório no país e cerca de 45% dos cidadãos habilitados a votar não compareceram às urnas. Ainda que alta, a cifra configura o menor número de abstenção em duas décadas na Colômbia.

Bolsonaro, no entanto, estaria preocupado com a possibilidade de a abstenção no Brasil também ser alta, mesmo com o voto obrigatório.

Além de evidenciar o fortalecimento da esquerda na América Latina -candidatos progressistas venceram as eleições na Bolívia, no Peru e no Chile, além de já estarem no poder na Argentina -, a vitória de Petro teve outro simbolismo: foi reconhecida por seu principal opositor, Rodolfo Hernández, menos de uma hora depois da divulgação dos resultados.

Diversos presidentes e líderes de esquerda da América Latina festejaram a vitória de Petro. Mas também a direita, com exceção de Bolsonaro, se manifestou.

Henrique Capriles, que já foi candidato a presidente da Venezuela contra Nicolás Maduro, escreveu: "Hoje, #19Jun, os colombianos votaram em paz e reafirmaram sua democracia. Em pouco mais de 1 hora o resultado foi conhecido. Na Colômbia vivem 2 M [milhões] de venezuelanos. Esperamos que o novo presidente governe com respeito e sem exclusão para eles".

Juan Guaidó, autoproclamado presidente interino da Venezuela e reconhecido como tal por mais de 50 países, disse: "A Colômbia é hoje o lar de 2 milhões de venezuelanos que fugiram em busca de futuro. Defendemos que a gestão do novo Presidente @petrogustavo mantenha a proteção aos venezuelanos vulneráveis em seu país e acompanhe a luta da Venezuela para recuperar sua democracia".

A expectativa é de que Bolsonaro também se manifeste ainda nesta semana.


Fonte: Notícias ao minuto

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2022 Folha do ES. Todos os direitos reservados.