Folha do ES
Sex, 25 de Jun
Gif Folha do ES

Home   Política     Denúncia


Sede da empresa que ganhou licitação de R$ 72 milhões na Saúde no ES levanta suspeita

Sede da empresa que ganhou licitação de R$ 72 milhões na Saúde no ES levanta suspeita

Empresa com Contratos Milionários com o Governo do ES tem sede em FUNDÃO, numa "lojinha"

  Por Jackson Rangel Vieira

  25.abril.2021 às 18:10Atualizado em 25.abril.2021 às 18:39

As licitações do Governo do Espírito Santo estão com fortes suspeitas de ilicitudes quando se trata de valores milionários. O caso da empresa Pró Memória LTDA que venceu licitação de R$ 72 milhões para serviços de digitalização de documentos contratados pela Secretaria Estadual da Saúde, é um caso enigmático de forte indício de fraude e superfaturamento.

A empresa tem vários contratos milionários no Governo do Espírito Santo e sua sede chama atenção: fica no Município de Fundão, numa lojinha de espaço incompatível com os mais de 100 milhões em contratos. A relação está sendo considerada incestuosas com ligações perigosas envolvendo membros do alto escalão do governo do PSB.


DAS RELAÇÕES PERIGOSAS PELO RELATO DA FONTE DA FOLHAES


MUNIR ABUD X TRIBUNAL DE CONTAS

- O sr. Munir Abud Oliveira foi indicado para o cargo de Procurador Geral do Município de Anchieta, por indicação de um alto escalão do TCE. Na mesma indicação para procurador da prefeitura constou indicação para o cargo de Superintendente do CONDESUL do senhor Marcos Nader Borges (essas indicações ocorreram na gestão do ex-prefeito Marcos Assad).

- As indicações vieram com a promessa de se analisar com muito cuidado os processos do então prefeito, Marcos Assad.

- Tanto o sr. Munir Abud quanto a empresa PRO-MEMORIA possuem livre acesso a certas dependências do TCE para tratar de assuntos de seus interesses.

MUNIR ABUD X PREFEITURA DE ANCHIETA X PRO-MEMÓRIA

Em 2016 foi firmado o contrato nº 68/2021, entre a prefeitura de Anchieta e a empresa PRO-MEMORIA, com valor de R$ 2.068.653,00, no entanto, o objeto não foi executado de forma eficiente, como demonstra o Relatório de Auditoria da prefeitura.

Incrivelmente nota-se que o autor do Termo de Referência e que ainda determinou a elaboração do Sistema de Registro de Preços foi o sr. MUNIR ABUD, então procurador geral do município de Anchieta, fato totalmente desconexo de suas atribuições de Procurador Geral.

MUNIR ABUD X VITOR MURAD X THIAGO HOFFMAN

Em relação a Ata no valor de R$ 72.352.951,98, para aquisição de um Software de Processo Eletrônico ON BASE, o Sr. MUNIR ABUD trabalhou nos bastidores, promovendo as seguintes intervenções:

Convenceu “tecnicamente ($)” o Coordenador de Inovação e Tecnologia da Secretaria de Governo, VITOR MURAD a contratar um Software de Processo Eletrônico (ON BASE), mesmo o sabendo que o Governo do Estado utiliza um Software de Processo Eletrônico (E-DOCS), desenvolvido pela PRODEST.

Convenceu a Secretaria de Controle e Transparência, através da sua esposa que é Subsecretaria de Controle e Transparência, de que a contratação era justificável e viável para o Estado.

Convenceu “politicamente ($)” o Secretário de Ciência e Tecnologia, THIAGO HOFFMAN a bancar o desgaste de uma contratação superfaturada e com ausência de interesse público.

O MINISTÉRIO PÚBLICO JÁ ESTÁ INVESTIGANDO ESSA DENÚNCIA:

https://consultaspublicas.mpes.mp.br/autos-sgp

GAMPES n. 2021.0007.4686-63


ANEXO DA AUDITORIA REALIZADA EM ANCHIETA



Fonte: Folha do ES

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.