Folha do ES
Dom, 25 de Jul
Receitas

Home   Política     Denúncia


MP-ES pede afastamento o diretor do DER

MP-ES pede afastamento o diretor do DER

O Ministério Público identificou irregularidade em obra de R$ 13 milhões e pediu o bloqueio de bens do diretor da ordem de R$ 4 milhões . Na foto, o governador Renato Casagrande (PSB) com o diretor do DER-ES, Luiz Cesar Maretta

  Por Jackson Rangel Vieira

  11.junho.2021 às 00:00Atualizado em 13.junho.2021 às 00:04

O Ministério Público do Espírito Santo pediu o afastamento do diretor do Departamento de Rodagem de Estrada (DER), Luz César Maretta, por fraude em R$ 13 milhões na contratação de obra sem licitação. Requereu o bloqueio de bens do acusado da ordem de R$ 4 milhões.

A medida cautelar afeta mais dois funcionários: Antônio Fernando de Oliveira, ex-diretor de logística, e o superintendente Fábio Longui Batista. Também a empresa pivô do escândalo, Engesolo Engenharia LTDA, responsável por irregulares obras no sul do ES.

Todos os envolvidos estão proibidos de acessar as dependências do DER-ES como parte do pedido cautelar da promotoria.

Raphael Calhau é o promotor responsável pelas investigações do caso que corre em segredo de Justiça. O mesmo promotor que suspendeu o cerco eletrônico do Detran-ES da ordem de R$ 140 milhões (em curso a apuração de superfaturamento, montagem de edital irregular e combinação de preços).

CLIQUE AQUI E VEJA A ÍNTEGRA DA AÇÃO DO MP-ES


Fonte: Folha do ES

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2021 Folha do ES. Todos os direitos reservados.